Samsung e Anprotec convocam startups para projetos de empreendedorismo

HOME

A Samsung e a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) seguem com a estratégia de estimular a inovação e a cultura criativa no Brasil por meio do Programa de Promoção da Economia Criativa.

O programa é resultado da parceria entre Samsung, Anprotec e CCEI Daegu (Coreia do Sul), com o objetivo de identificar e oferecer suporte a novos projetos de empreendedorismo em todo o País, firmada em abril deste ano. O prazo para submissão de propostas pelas startups brasileiras vai até o dia 16 de novembro e, a partir de janeiro de 2016, inicia-se a fase de incubação, que tem duração de seis meses.

Foram anunciadas as quatro incubadoras que irão integrar a fase piloto do programa. O processo de seleção das incubadoras, às quais as startups estarão vinculadas, é fruto da primeira parte do acordo, que teve início em setembro. As quatro selecionadas são de regiões distintas do Brasil: Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Até o fim de novembro será feita uma chamada específica para escolha de mais uma incubadora na região Norte.

“Nosso objetivo com essa etapa do programa é fomentar o desenvolvimento de novas empresas que desejam criar mudanças positivas para a sociedade, por meio de soluções nas áreas de educação digital, saúde digital, segurança da informação e mobilidade/soluções de convergência (telefones, tablets e wearable)”, afirma Antonio Marcon, gerente de Pesquisa e Desenvolvimento da Samsung no Brasil.

As propostas submetidas serão avaliadas por uma banca especializada, formada por Samsung, Anprotec e as incubadoras selecionadas. Ao todo, serão até oito startups, distribuídas entre as diferentes regiões do Brasil.

“Essa é mais uma importante ação desenvolvida no âmbito da parceria, que permitirá impulsionar empreendimentos inovadores de nosso movimento, também colaborando para consolidar o setor de economia criativa em nossos ambientes de inovação”, afirma a presidente da Anprotec, Francilene Garcia.

“Como forma de incentivar cada vez mais os novos empreendedores, os projetos escolhidos receberão investimentos da ordem de R$ 140 mil, além de infraestrutura física, metodologia de incubação e oportunidades de mentoria para os vencedores”, destaca o executivo da Samsung.

As startups selecionadas receberão ainda treinamentos focados na criação de empreendimentos, inspirados no Modelo Coreano de Cultura de Economia Criativa, implantado na Coreia do Sul pelo CCEI Daegu – Centro de Economia Criativa e Inovação. Os empreendedores serão encorajados a ousar e avaliar os riscos dos projetos, pois as propostas de alto teor disruptivo e tecnológico, aliado ao real potencial de mercado, poderão receber investimentos adicionais pelo programa.

No envio das propostas, as startups devem atender a uma série de requisitos estabelecidos pela Anprotec e Samsung e enviar a documentação necessária até o dia 16 de novembro. Para informações sobre como se inscrever, acesse o site. www.anprotec.org.br


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor