Suíça torna-se país parceiro da próxima edição da CeBIT

EmpresasNegóciosStartup

A Suíça será o país parceiro da CeBIT 2016, que decorrerá de 14 a 18 de março. Marius Felzmann, chefe de divisão da CeBIT na Deutschen Messe AG Hanôver, e Ruedi Noser, presidente da ICTswitzerland, assinaram em Berlim o contrato de parceria. Desta forma a CeBIT, o maior evento da digitalização, coloca no centro das atenções uma nação que é um dos líderes mundiais no uso das tecnologias digitais.

“Não existe país que se dedique tão intensivamente ao tema da digitalização – a Suíça estava predestinada a tornar-se país parceiro da próxima CeBIT.”, refere, em comunicado, Oliver Frese, do conselho de diretores da Deutsche Messe AG. “As empresas e instituições suíças irão trazer à CeBIT o seu know-how de excelência e as suas soluções inovadoras, proporcionando um grande impulso para o mundo digital e suas indústrias utilizadoras em todo o mundo” acrescenta.

A Suíça é considerada um dos países mais inovadores do mundo. Reconhecida internacionalmente como uma grande referência da investigação e desenvolvimento, é um dos países mais ricos do mundo – e está na avaliação das estratégias de digitalização em primeiro lugar.

De acordo um estudo recente da EY, cerca de 80 por cento das empresas suíças veem a digitalização da economia como uma oportunidade para o seu negócio. O valor médio dos outros países é apenas cerca de 64 por cento.

Também a BITKOM – Associação Alemã de Tecnologia de Informação, Telecomunicações e Novas Medias vê um grande potencial na parceria entre a CeBIT e a Suíça. “ A Suíça pertence atualmente ao top 10 de parceiros comerciais das empresas alemãs do setor do IT e das telecomunicações. Para além disso, dois terços dos nossos associados informaram num questionário que a Suíça seria para eles um mercado interessante.”, afirma, no mesmo documento, Dr. Bernhard Rohleder, CEO da BITKOM.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor