TIM anuncia liderança em cobertura do 4G no Brasil

4GGestãoGestão de RedesInovaçãoMobilidadeNegóciosOperadorasProjetosRedes

A operadora TIM anunciou durante o Futurecom 2015, evento de telecomunicações que acontece em São Paulo até o dia 29, que em setembro deste ano sua rede 4G alcançou 265 municípios brasileiros e tornou a empresa líder do mercado em número de locais cobertos com a tecnologia LTE. Até o final deste ano, a previsão é ampliar para 400 cidades atendidas.

Se a previsão para o 4G for confirmada, a TIM passará a atender 60% da população urbana brasileira, com cerca de 100 milhões de habitantes, levando sua cobertura para 18 estados. Atualmente, a empresa mantém-se em segundo lugar no mercado do 4G, com 23% de Market share.

Nos últimos dois anos, a TIM ampliou de 24 para 400 cidades atendidas pela cobertura da rede 4G, uma implementação em velocidade superior se comparada com a instalação do 3G em território nacional. Para alcançar esse objetivo com mais rapidez, a empresa utilizou o método do refarming – reaproveitamento da frequência de 1800MHz da rede 2G para uso do 4G.

“O uso do espectro 1800MHz valoriza também os ativos da empresa, pois passamos a utilizar os mesmos equipamentos e antenas dos locais onde o 2G vem tendo regressão de uso e passamos essa estrutura para o 4G devidamente adaptada para a realidade da tecnologia”, afirmou Leonardo Capdeville, CTO da TIM Brasil.

Além disso, uma solução desenvolvida pela Huawei ajuda o sistema a dinamicamente decidir quanto do espectro do 2G deve ser liberado para o 4G.

Ultra Mobile Broadband

Durante o Futurecom 2015, a TIM também faz uma demonstração pela primeira vez de sua aposta para o futuro da rede 4G com a solução LTE Advanced 3xCA (Three Carrier Aggregation), que combina três frequência distintas – 2600MHz, 1800MHz e 700MHz – oferecendo uma nova experiência no uso de dados móveis.

Segundo a empresa, as três frequências juntas podem oferecer velocidades de download de dados de até 260 Mbps. Os testes contam com o suporte de infraestrutura da Qualcomm e da Ericsson.

O plano da TIM é já em 2016 utilizar a tecnologia LTE Advanced com 2 frequências (1800MHz e 2600MHz) em algumas regiões do país a partir dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. A liberação completa do 3xCA deve ocorrer conforme a faixa de 700MHz se tornar disponível no Brasil (a previsão do Minicom é para 2017).

De acordo com Capdeville, a Qualcomm deve lançar em 2016 uma plataforma com suporte para as três frequências, e a mesma deve chegar ao Brasil em 2017. Atualmente apenas alguns dispositivos high end (como iPhone 6S e Samsung Galaxy S6) trabalham com essas três frequências.

Redes 3G

Embora 50% da base da TIM ainda utilize a tecnologia GSM (2G) e a rede 4G ganha mais destaque entre os usuários, a operadora segue investindo na expansão do 3G com a estimativa de fechar o ano com mais 656 municípios atendidos, totalizando um alcance de 1992 cidades brasileiras – cerca de 80% da população urbana do País.

Segundo a TIM, a empresa deve investir 14 bilhões de reais até 2017, sendo 90% do montante voltados para a infraestrutura e expansão das redes 3G e 4G.