Cisco amplia e aprimora estratégia de segurança em nuvem, rede e dispositivos

CloudData CenterMobilidadeSegurança

A empresa reforça investimento em Security Everywhere com novos produtos e recursos de segurança, além do serviço de inteligência contra ameaças, acompanhando a transformação digital que ocorre nas empresas.

De acordo com a Cisco, companhia de TI, o valor da sua arquitetura é a ênfase na segurança integrada, que abrange toda a rede estendida, incluindo roteadores, switches e data center, eliminando falhas em todo o ciclo contínuo do ataque e reduzindo significativamente o tempo de detecção e reparo.

A Cisco está acrescentando ao seu portfólio o Cisco Cloud Access Security (CAS), que oferece visibilidade e segurança de dados para aplicações baseadas em nuvem; aprimoramentos à plataforma Identity Services Engine (ISE), ampliando visibilidade e controle de rede e dispositivos, com novos controles de acesso de localização, e o Threat Awareness Service – o Serviço de Inteligência contra Ameaças, que detecta ameaças presentes nas redes.

Em parceria com a Elastica, o novo serviço de segurança CAS oferece maior visibilidade de aplicações “ocultas” trazidas à rede pelos colaboradores, detecção de comportamento malicioso, além da capacidade de definição de políticas de segurança que ligam o uso do aplicativo e o comportamento do usuário, para alinhamento com as políticas corporativas.

Para proteção das aplicações baseadas em nuvem, como o Dropbox e o Salesforce.com, o CAS impede o envio de informações delicadas e o compartilhamento inadequado de dados nas aplicações, limitando violações de exposição de dados.

O Cisco Cloud Web Security agora integra o CAS e oferece às filiais acesso direto e seguro à Internet, roteador de serviços integrados com 4k de integração de serviços, reduzindo custos de largura de banda.

O Cisco Identity Services Engine (ISE) está estendendo as políticas de negócios definidos por software para controle de dispositivos mais granulares e segmentados, usuários e acesso geográfico. O ISE agora integra o Cisco Mobility Services Engine, permitindo às equipes de TI criar e aplicar políticas de localização capazes de delimitar o acesso aos dados a um ambiente específico. Dessa forma, o serviço reduz a superfície de ataque geral com ameaças de rede, protegendo o acesso à rede cabeada, sem fio e o acesso remoto em toda a continuidade de ataque.

“As empresas que estão aproveitando as oportunidades digitais precisam de segurança em todos os lugares – da rede aos dispositivos, da nuvem a todos os cantos de suas operações – para limitar o risco de comprometimento de dados delicados. Nossa visão integrada minimiza os riscos de segurança e a exposição, ao contrário das soluções pontuais que permitem falhas, por falta de uma visão abrangente”, diz David Goeckeler, vice-presidente Sênior e Gerente Geral de Segurança do Security Business Group da Cisco.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor