Segurança e privacidade dos dados na cloud preocupa gestores

CloudSegurança

Resultados obtidos pela Economist Intelligence Unit (EIU) divulgam ainda que clouds públicas têm o dobro das probabilidades de sofrer falhas quando comparadas com as clouds privadas.

O estudo realizado pela Economist Intelligence Unit (EIU) – “Prepare-se para a cloud da próxima geração: lições para aprender e perspetivas partilhadas,” não deixa muitas dúvidas: 87% das empresas estão preocupadas com a segurança e a privacidade dos seus dados nas implementações de cloud. As respostas indicaram também que as falhas de energia e outras falhas em implementações de clouds públicas tinham o dobro das probabilidades de ocorrerem comparado com as clouds privadas. Aproximadamente, metade dos inquiridos indicaram que o maior risco de uma implementação falhada seria a perda de dados dos clientes.

Destaques do estudo:

  • 67% dos inquiridos sofreram algum tipo de incidente ou problema relacionado com a implementação de cloud computing.
  • Entre os inquiridos que sofreram um incidente, 9% descreveram as suas consequências como sendo de “danos elevados”, ao passo que 55% indicaram danos “limitados” e 34% consideraram danos “médios”.
  • 46% dos inquiridos consideram a “perda de dados dos clientes” como sendo o maior risco para a sua empresa no caso de haver uma falha na implementação de cloud, seguido da perda de receitas (40%) e violação da privacidade dos clientes (36%).
  • 26% dos inquiridos que sofreram um incidente de cloud indicam o “prolongado insucesso na integração” com uma cloud pública, como sendo o problema.
  • Uma maioria (36%) indicou um erro técnico por parte da sua própria empresa como sendo a principal causa do incidente.

Ao reunir as lições aprendidas a partir de implementações de cloud de 232 executivos de Tecnologias da Informação a nível global, o relatório de 2015 da Economist Intelligence Unit identificou cinco melhores práticas que podem ajudar as empresas a aproveitar ao máximo as oportunidades de cloud computing. “Estas melhores práticas podem contribuir para uma maior agilidade nos negócios, para um melhor acesso aos dados, e para colaboradores mais produtivos e com maior mobilidade”, lê-se no documento enviado à imprensa.

  1. Certifique-se de que os fornecedores de cloud computing podem responder aos requisitos do negócio e das TI corporativas.
  2. Escolha o serviço de cloud certo, para um maior controlo da segurança e da proteção de dados.
  3. Utilize arquiteturas de cloud que permitam conexões a partir de serviços na cloud para a infraestrutura de TI existente.
  4. Considere outros fatores para além dos custos, tais como o potencial da cloud para melhorar as operações do negócio e incrementar a inovação e a eficiência dos colaboradores.
  5. Defina os requisitos do negócio para que as TI ofereçam serviços de cloud e atuem como corretores de cloud.

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor