Vida agitada desperta interesse por domicílios conectados, afirma Ericsson

InovaçãoMobilidade

O estudo “Domicílios Conectados”, da Ericsson, realizado em Barcelona e Madrid, na Espanha, e em San Jose, nos EUA avaliou as atitudes em domicílios conectados, onde os serviços domésticos são habilitados por meio da conexão com a internet.

Conduzido pelo ConsumerLab, área da Ericsson que há 20 anos estuda o comportamento do usuário, o levantamento contou ainda com 5 mil respostas da Rússia, Suécia, Espanha e EUA, além do Chile, país que entrou na mostra para representar a América Latina. Entre os resultados está que quase metade dos entrevistados mostrou forte interesse na ideia de um domicílio verdadeiramente conectado, com saúde e bem-estar entre as áreas de maior interesse.

“Existem dezenas de serviços conectados disponíveis para nos ajudar a economizar tempo e preservar as obrigações da vida doméstica. Mas, muitas vezes, usar esses serviços envolve uma série de equipamentos e dispositivos diferentes, todos precisando de uma série de cabos e aplicativos. O resultado é mais complexidade – que, de acordo com o relatório, é uma das razões para a lenta utilização do conceito de casa verdadeiramente conectada”, diz Marcia Goraieb, vice-presidente de Marketing & Comunicação da Ericsson na América Latina.

O relatório mostra que as famílias podem estar perdendo algo. Atualmente, os serviços do domicílio conectado são largamente utilizados por jovens homens solteiros que vivem sozinhos, embora o grupo que mais se beneficie seja famílias com crianças pequenas. Esses benefícios podem incluir uma forma mais inteligente de lidar com tarefas domésticas e entrada da casa remota para família e amigos.

Os consumidores, de acordo com a pesquisa, estão apelando para uma maior simplificação e suporte no que diz respeito aos serviços do domicílio conectado. Quatro entre  dez entrevistados gostariam de ver os serviços integrados do domicílio conectado, embora a maioria queira ver mais suporte e consultoria quando se trata de usar serviços de casas conectadas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor