CFOs estão preocupados com avalanche de dados e falta de análise preditiva eficiente

Big DataData StorageGestãoResultados
0 2 Sem Comentários

Esses são os resultados de destaque do Indicador CFO da Adaptive Insights. O estudo mostra a preocupação dos CFOs com o dilúvio de dados e a falta de análises preditivas dos negócios. Para os líderes financeiros o futuro é nebuloso sem as ferramentas tecnológicas capazes de atender a essas demandas.

A Adaptive Insights, fornecedora de soluções para planejamento orçamentário, representada no Brasil pela ODEh Peopleware, divulgou os resultados do seu mais recente Indicador CFO Adaptive Insights que aponta o cenário atual dos negócios para CFOs de todo o mundo e suas expectativas para 2016.

A pesquisa ouviu 435 executivos de finanças (CFOs) em vários países, incluindo o Brasil, e também aponta as estratégias de colaboração e quais são os principais erros financeiros cometidos pela maioria das empresas.

Segundo o relatório, os líderes financeiros buscam trabalhar com fontes confiáveis de dados para enfrentar o chamado Data Deluge, o dilúvio de informações de negócios provocado pelo aumento das fontes de informações no ambiente corporativo. Outra preocupação é a ausência de ferramentas eficazes para a análise preditiva. Para os líderes financeiros o futuro será tenebroso sem este recurso.

O futuro é nebuloso para a maioria dos CFOs. Segundo eles, a análise preditiva é vital para a forecasting (58%), mas 42% afirmam que soluções para essa tarefa não estão sendo comercializadas no mercado. A análise preditiva pode ser um trunfo incrível para a previsão e planejamento; no entanto, é praticamente impossível usar a análise preditiva até que as empresas possuam uma visão holística dos dados por meio de uma única fonte de verdade.

Para combater a fragmentação dos dados entre os departamentos, os CFOs estão priorizando a colaboração holística no planejamento e análise, em parceria com os principais executivos sêniores para alcançar melhores visões críticas dos negócios, além de trabalhar com os diretores e gerentes operacionais, chefes de RH (34%) e CIOs (30%).

Os CFOs estratégicos estão rompendo os silos de dados de suas organizações para aproveitar o poder dos dados: embora desejem uma fonte confiável de dados, os CFOs reconhecem os desafios a serem vencidos. De acordo com o levantamento, na trilha desse objetivo, eles estão convivendo com explosivas quantidades de dados de inúmeras fontes e departamentos e também implementando novas ferramentas, como a análise preditiva de dados.

Um terço dos executivos de finanças acredita que ocorrerá aumento de mais de 50% no volume de dados nos próximos cinco anos, enquanto que 3% esperam incremento acima dos 1000%. Quarenta e um por cento já trabalharam e gerenciaram com dados de três a cinco fontes diferentes, enquanto que 22% realizam extração de dados de cinco a dez sistemas distintos.

Para 2016, os CFOs estão considerando um aumento nas aquisições e fusões (38% dos CFOs apostam nisso), problemas relacionados à segurança cibernética são apontados por 32% deles, e a volatilidade política (29%) são os principais fatores que deverão impactar os negócios.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor