Provendas automatiza PDV com tecnologia de monitoramento online

CloudEmpresasGestãoMobilidadeNegócios

A adoção da ferramenta da Máxima Sistemas, especializada em tecnologias móveis para a gestão logística e de força de vendas, é mais um movimento da distribuidora para automatizar seus processos comerciais. De acordo com a Provendas Distribuição, empresa baiana do segmento atacado distribuidor, a sistematização possibilitada pela tecnologia proporciona uma gestão mais eficaz no PDV.

A adoção da ferramenta da Máxima Sistemas, especializada em tecnologias móveis para a gestão logística e de força de vendas, é mais um movimento da distribuidora para automatizar seus processos comerciais. De acordo com a Provendas Distribuição, empresa baiana do segmento atacado distribuidor, a sistematização possibilitada pela tecnologia proporciona uma gestão mais eficaz no PDV.

O gerente comercial da Provendas, Davi Esley, conta que antes da ferramenta não havia controle exato das horas trabalhadas da equipe. “O cheklist era feito no papel, pegávamos a assinatura do responsável do PDV e no final do dia o promotor trazia a informação para a operação. Isto deixava lacunas no processo com dados que poderiam ser camuflados”, detalha Esley.

Com o maxPromotor, o monitoramento das equipes de campo é feito via sistema, conectado à internet, regulamentando desde a chegada até a saída do promotor, o que inclui as atividades promocionais do dia, assim como o nível de conhecimento do profissional de acordo com a sua abordagem comercial.

O uso da tecnologia é fortemente estratégico uma vez que apoia a empresa com relatórios para a gestão dos trabalhos de promotoria em campo. Devido à grande variação de precificação que acontece no segmento atacado distribuidor, o uso de pesquisas para saber os preços dos concorrentes durante uma ação de merchandising no PVD é um procedimento relevante para a Provendas.

É por meio desse levantamento que a distribuidora define qual será a tática de preço que aplicará no canal de varejo que fará o merchand. Porém, a pesquisa atendia os seus anseios comerciais, mas não reverberava agilidade em suas demandas diárias porque o levantamento era respondido manualmente e enviado para a verificação do gestor comercial interno, antes de colocá-la em prática. Com isso, a informação demorava quatro horas para ser consolidada.

“O processo era moroso e não resultava em produtividade para a minha equipe de merchandising uma vez que consumia quase da metade do expediente, que dura oito horas por dia. Hoje, com o uso da ferramenta, este procedimento é feito em até duas horas, de maneira online e via celular”, acrescenta Esley.

A cada dia, o executivo contabiliza ganhos ao automatizar a sua área comercial. “A automação das ações ligadas ao PDV, garante a execução do processo de acordo com as regras estabelecidas, cumpre fielmente como foi pretendido com a equipe e o melhor: elimina gargalos na operação”, conclui.

Para Wagner Patrus, presidente da Máxima Sistemas, a estratégia da Provendas de automatizar o PDV, baseados no uso de tecnologia correspondente, demonstra a flexibilidade que o modelo oferece para atender a diferentes camadas do mercado atacado distribuidor. “O processo auxilia as empresas de setores dinâmicos a inovarem seu dia a dia de forma a atender não somente à demanda da organização, como também trazer benefícios aos clientes”, finaliza.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor