Internet no móvel chegará a 2 bilhões de pessoas em 2016

4Ge-MarketingMobilidadeSmartphonesTablets
0 0 Sem Comentários

A internet ainda não chega a metade da população mundial, mas as coisas estão a melhorar. Em 2016, haverá 3,2 bilhões de pessoas com acesso à rede, ou 44% do total. Destas, 2 bilhões vão fazê-lo através de um dispositivo móvel – smartphone ou tablet.

De acordo com um novo relatório da IDC, o crescimento está a ser particularmente rápido na China, Índia e Indonésia, os três países que serão responsáveis por quase metade do crescimento no acesso à internet durante os próximos cinco anos. A previsão da consultora mostra, no entanto, que este crescimento não é um salto.

“O número total de utilizadores de internet no móvel deverá crescer ao ritmo de 2% por ano até 2020, a não ser que sejam introduzidas formas muito inovadoras de acesso”, escreve a IDC. “Os esforços daGoogle, SpaceX e Facebook, entre outros, para dar acesso à Internet aos 4 bilhões de pessoas que ainda não têm, através de aviões em altitude, balões e satélites estão em desenvolvimento. No entanto, o sucesso destas iniciativas e a sua operacionalidade em larga escala mantém-se incerto.”

Neste momento, a combinação de aparelhos low-cost e serviços wireless baratos são os principais impulsionadores do acesso às populações que até aqui não tinham como pagar um pacote de internet.

O relatório tem outro dado interessante: nos próximos cinco anos, o número de pessoas que vão aceder exclusivamente com dispositivos móveis vai disparar 25% por ano, ao mesmo tempo que aumenta o tempo que as pessoas passam ligadas. “Esta mudança na forma como acedemos à internet está a gerar um crescimento explosivo no comércio e publicidade móveis”, sublinha Scott Strawn, diretor de programa do serviço estratégico da IDC.

A consultora preparou ainda uma infografia ilustrando o que os consumidores mais fazem online em todas as partes do mundo e quem lidera no quê. A Europa Ocidental representa, por exemplo, 12% do total mundial de utilizadores que fazem compras online.

Outros dados desta infografia podem ser visualizados aqui.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor