Novas televisões Samsung serão centros para IoT

CloudInovação

Todas as televisões inteligentes que a Samsung vai lançar em 2016 estarão preparadas para a Internet das Coisas (IoT) e ligadas à plataforma SmartThings. É uma plataforma aberta à qual os usuários poderão conectar e controlar serviços e aparelhos IoT.

Entre o line-up que surgirá em Las Vegas estão as televisões SUHD, que permitirão controlar toda a casa inteligente. A intenção é tornar as televisões Samsung em consolas centrais para a Internet das Coisas em casa dos usuários, utilizando a tecnologia de uma startup comprada no ano passado, SmartThings. A empresa sul-coreana promete demonstrar no CES 2016 “como as televisões inteligentes estão no centro do ecossistema IoT que está em expansão.”

A ligação é possível com aparelhos Samsung, sensores SmartThings e cerca de 200 outros aparelhos compatíveis – por exemplo, lâmpadas inteligentes, termostatos, câmaras e fechaduras. A marca sugere a compra do adaptador SmartThings Extend USB para um “suporte integral da conectividade.”

A vantagem para os usuários é que não terão de usar aplicações separadas para cada aparelho IoT, bastando conectá-los à plataforma SmartThings para os controlar na televisão ou smartphone. Um exemplo é ligar uma câmara exterior à televisão para ver quem está a tocar à campainha e abrir a porta sem sair do sofá; outro é receber alertas de movimento à porta de casa em formato pop-up no ecrã da TV. Depois há elementos de entretenimento, como a adaptação das luzes e temperatura para criar um ambiente de cinema na hora de ver um filme.

“O line-up de televisões inteligentes para 2016 vai oferecer aos consumidores novas possibilidades”, diz o presidente da divisão Visual Display da Samsung Electronics, Hyun Suk Kim, frisando que a marca é a primeira a lançar televisões ‘IoT-ready’.

Alex Hawkinson, CEO e cofundador da SmartThings, refere que a conjugação das duas empresas permitirá chegar a milhões de lares. “Aplicar esta tecnologia nos aparelhos domésticos é um tremendo passo em frente, que tornará muito mais fácil para toda a gente experimentar os benefícios de uma casa inteligente.”

Visto que a SmartThings ainda não é uma plataforma global, a Samsung refere que as funcionalidades serão ativadas de forma faseada, sendo que todas as televisões estarão preparadas para a IoT.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor