TV digital avança em solo nacional

Inovação

O projeto, no Brasil, deu passos importantes em 2015. O Ministério das Comunicações (MC) definiu novas premissas para o desligamento da analógica, prevista para ocorrer até 2018, e o Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired) – que conduz a transição da TV analógica para a digital – começou a implantar campanhas de alerta aos telespectadores.

Em 2016, o switch-off ocorrerá em Brasília e em outros 11 municípios de Goiás e de Minas Gerais. A cidade goiana de Rio Verde foi escolhida como projeto-piloto para o primeiro switch-off.

“Até o dia 15 de fevereiro desejamos fazer o desligamento na cidade goiana. É a data limite. O processo de distribuição de conversores para os cidadãos integrantes do cadastro único dos projetos sociais do governo federal vai permitir o alcance da meta de 93% de domicílios com sinal digital aberto”, explicou o Ministro das Comunicações André Figueiredo.

A mudança da transmissão analógica para o Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD-T) está sendo coordenada pelo Gired. O grupo – com representantes do governo federal, das teles e dos radiodifusores – promoveu uma série de reuniões e tomou decisões importantes para o processo.

Uma das medidas foi a instituição da Entidade Administradora da Digitalização (EAD) para cuidar da parte operacional do processo de transição. No decorrer deste ano, também foi criado um site específico com informações sobre o processo de desligamento da TV analógica, www.vocenatvdigital.com.br. O telespectador ainda passou a contar com uma central de atendimento 24 horas para tirar dúvidas sobre o assunto, por meio do número 147.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor