Aplicativo permite monitorar safra e prever riscos

AppsEmpresasMobilidadeNegóciosSoftware

O aplicativo AgriSupport foi desenvolvido pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden/MCTI) e vai possibilitar que os agricultores familiares do semiárido enviem informações sobre a safra, incluindo o registro fotográfico georreferenciado da área plantada.

Os dados, que serão enviados por celular para o Cemaden, vão subsidiar o Sistema de Previsão de Risco de Colapso de Safras. Eles vão variar desde informações sobre espécies e variedades cultivadas, datas de plantio até distribuição das culturas agrícolas.

Por contemplar participação direta dos agricultores, o projeto é conhecido como Ciência Cidadã.

“O projeto permitirá obter dados relativos às culturas que subsidiarão a modelagem da produtividade agrícola do sistema de risco de colapso de safra no semiárido brasileiro”, explicou a coordenadora de Relações Institucionais do Cemaden, Regina Alvalá.

Segundo ela, há uma carência de informações atualizadas e precisas sobre o manejo, como, por exemplo, das espécies e variedades cultivadas, datas de plantio e, principalmente, da distribuição espacial das culturas agrícolas no semiárido.

“Com o sistema de previsão de risco de colapso de safras no semiárido, será possível realizar o planejamento e a tomada de decisão, com a finalidade de minimizar os impactos de quebras de safras e prejuízos sociais decorrentes”, acrescentou.

O aplicativo AgriSupport, desenvolvido pelo Cemaden, contou como parceiros o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas e o International Institute for Applied Systems Analysis (IIASA). 

*Com informações do MCTI


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor