Brasil está na 41ª posição em índice global de inovação entre 56 países

GestãoInovaçãoNegócios

É o resultado do País no Information Technology and Innovation Foundation (ITIF), relatório que avalia políticas de países com capacidade de fomentar e impulsionar a inovação. Foram analisados 56 países que representam cerca de 90% da economia mundial, deixando o Brasil na 41ª colocação em inovação no mundo.

Pela primeira vez o estudo, que classificava países com base somente em capacidades de inovação ou resultados, avaliou o impacto das políticas dos países no sistema de inovação de forma mais ampla.

Para a conclusão dos resultados, foram examinados 14 fatores que não só apoiam a inovação no mercado interno, mas que têm efeitos positivos indiretos mundialmente, como sistemas de apoio fiscais e investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) e de capital humano, além de outros 13 fatores que têm repercussões negativas, como localização forçada e fraca proteção à propriedade intelectual.

O resultado do Brasil

A colocação do Brasil, segundo avaliação do ITIF, denota uma combinação de políticas que o relatório indicou, posicionando o País com a 34ª contribuição mais positiva para o ecossistema de inovação global. Além disso, também o nono no quesito mais prejudicial.

O relatório destaca políticas para melhorar os impactos das nações sobre a inovação em todo o mundo. Uma delas é que líderes devem estabelecer uma Fundação Global de Ciência e Inovação para financiar a investigação científica e de engenharia sobre os desafios globais fundamentais, particularmente por meio da investigação internacional colaborativa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor