Novo data center da Fiocruz vai processar até 6 Petabytes de dados

Base de DadosBig DataCloudData CenterData StorageEmpresasNegóciosServidoresStorageVirtualização
0 17 Sem Comentários

A Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), centro de ensino e pesquisa em saúde pública do Brasil, tem novo data center com infraestrutura que abriga virtualização de alta densidade. O projeto e a implementação são da Aceco TI, empresa de data center.

O novo Centro de Dados da Fiocruz, que passou por licitação em 2014, conta com uma sala-cofre certificada, com proteção contra diversos riscos físicos, como fogo, água, gases corrosivos e explosões e possui infraestrutura redundante, o que proporciona um funcionamento sem paradas não programadas.

O projeto faz parte de uma estratégia tecnológica da Fiocruz para oferecer mais eficiência e suporte a outros projetos que mesclam ciência e Big Data.

“Há cerca de três anos, o volume total de mensagens trafegadas mensalmente não chegava a 500 mil. Mas, em setembro deste ano, já chegava perto de 13 milhões. Além disso, o ambiente tecnológico da Fundação era fracionado, apresentava baixa capacidade de operação, alta fragilidade e estrutura de TI descentralizada”, afirma Álvaro Funcia, responsável pela área de TI da Fiocruz.

Até o final do projeto, entregue em etapas, a capacidade de processamento da Fundação passará de 500 Terabytes para 6 Petabytes no novo data center.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor