Só Windows 10 nos novos computadores, diz Microsoft

EscritórioMobilidadePCSistema OperacionalSistemas Operacionais
2 0 1 Comentário

A Microsoft anunciou que o Windows 10 será o único sistema operativo suportado nas futuras gerações de processadores da Intel, AMD e outros, deixando para trás a retrocompatibilidade com outras versões do SO.

A novidade foi explicada pelo patrão do Windows, Terry Myersonnuma publicação no blogue oficial do sistema. O responsável referiu que “o Windows 10 será a única plataforma suportada no novo chip da Intel Kaby Lake, no próximo 8996 da Qualcomm e no futuro Bristol Ridge da AMD.” São exemplos de novas gerações que já estão em desenvolvimento.

Trata-se de uma visão de longo prazo da Microsoft, mas a verdade é que a maioria das pequenas e médias empresas não foi a correr fazer uma renovação do parque informático com o lançamento do Windows 10, como se vê pelos números do mercado. A maioria dos usuários continua a preferir o Windows 7, que tem suporte garantido até 2020 no que toca a segurança e compatibilidade. O 8.1 terá condições semelhantes até 2023, mas ambos com gerações anteriores de processadores.

“No futuro, à medida que novas gerações de silício são introduzidas, irão requerer a mais recente plataforma Windows disponível nessa altura”, escreveu o responsável. “Isto permite-nos focar numa integração mais profunda entre o Windows e o silício, ao mesmo tempo mantendo a máxima fiabilidade e compatibilidade com anteriores gerações”, escreveu Myerson.

O executivo referiu que o Windows 10 é o sistema com adesão mais rápida da história nos clientes enterprise e reitera que o sistema foi descarregado para 200 milhões de dispositivos desde julho do ano passado. O objetivo da Microsoft é chegar aos mil milhões até 2019, e talvez o pendor dos consumidores e das empresas para se manterem em plataformas anteriores durante longos períodos de tempo tenha contribuído para esta decisão.

Neste momento, o Windows 7 continua a ser o sistema dominante, com 55,68% de quota, apesar de duas novas versões já terem sido lançadas entretanto. O Windows 8.1 tem 10,3% e o Windows 10 menos de 10%, o que é notável tendo em conta que é um upgrade gratuito para quem tem a geração anterior e que o Windows XP, cujo suporte foi descontinuado, ainda agarra quase 11% do mercado.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor