Anatel amplia em 90% o atendimento ao consumidor pela internet

CloudRegulação

A Anatel, no ano de 2015, registrou em seus canais disponíveis pela internet 1,4 milhão de reclamações de consumidores de serviços de telecomunicações. Este volume representa um aumento de pouco mais de 90% em relação aos 737,6 mil registros efetuados em 2014.

Um dos motivos do crescimento foi a modernização dos canais de atendimento. Em março de 2015, a Agência reformulou o canal Fale Conosco. Além de ficar mais intuitivo, o Fale Conosco passou a utilizar uma linguagem mais simples e também foram resolvidos problemas que dificultavam o cadastro de consumidores.

Já no mês de junho de 2015, a Agência lançou o aplicativo Anatel Consumidor, que permite registrar reclamações por celulares ou tablets. O app gratuito está disponível para usuários dos sistemas Android, iOS e Windows Phone desde julho, e mais de 115 mil reclamações foram registradas pelo aplicativo até dezembro do ano passado.

Com estas iniciativas, os canais online passaram a ser responsáveis por 34% das reclamações registradas na agência em 2015. No ano anterior, a participação era de 26%.

Melhoria no call center – Em 2015, o call center da Anatel – que atende pelo telefone 1331 – também teve sua capacidade ampliada. Ao todo, os consumidores registraram 2,66 milhões de reclamações por meio deste canal no ano passado, um aumento de 28,1% em relação a 2014.

O crescimento foi possibilitado pela adoção de duas medidas: a contratação de uma nova empresa que assumiu a operação do call center no mês de janeiro de 2015 e a ampliação dos troncos telefônicos utilizados na central. Com isso, os momentos de baixa capacidade operacional decorrentes de mudanças em 2014 não se repetiram em 2015.

Aumento da demanda – A Anatel registrou, em 2015, o volume total de 4,09 milhões de reclamações de usuários – o que significa um aumento de cerca de 43,5% em relação ao ano anterior. De acordo com avaliação da Superintendência de Relações com os Consumidores da Agência, cerca de metade desse aumento decorreu da ampliação dos canais de atendimento e à maior facilidade que o consumidor encontrou para registrar reclamações. Já a outra metade pode ser atribuída ao aumento real da demanda por reclamações.

O setor de telecomunicações encerrou o ano com mais de 360 milhões de acessos em serviço. Em média, foram registradas na Anatel 0,93 reclamações por mês para cada 1.000 acessos em serviço durante o ano de 2015. No ano anterior, esta medida – conhecida como Índice de Reclamações – teve o valor médio de 0,65.

O serviço que mais contribuiu para o aumento durante o ano de 2015 foi o celular pós-pago, com cerca de 1,2 milhão de reclamações – 415 mil a mais que no exercício anterior. Em termos proporcionais, o maior crescimento de reclamações foi o relativo à TV por assinatura, cujo volume aumentou em 83%.

Segundo a Anatel, a falta de transparência nas ofertas das prestadoras está por trás de grande parte das reclamações, especialmente no celular pós-pago. Em muitos casos, o consumidor não consegue entender as características do serviço que está comprando e as complexas regras de cobrança e fidelização, por exemplo.

Ainda de acordo com a agência, nos serviços de telefonia e banda larga fixa destacam-se as reclamações sobre o mau funcionamento do serviço e, especialmente, sobre os casos em que consumidores não conseguem que a prestadora resolva seus problemas técnicos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor