Cofundador da Check Point aposta em segurança na nuvem e não em firewalls

CloudCyberwarData CenterFirewallGestãoGestãoSegurança
0 0 Sem Comentários

Shlomo Kramer, executivo pioneiro do firewall e cofundador da Check Point Software Technologies [também pioneira nos esforços para proteger companhias de ataques cibernéticos] diz que migrar a proteção da rede para a nuvem pode basicamente substituir os firewalls desenvolvidos pela Check Point e eliminar a necessidade de ferramentas caras, como hardware e software, que são um mercado de US$ 50 bilhões.

Ele deixou a Check Point em 1998 e usou sua fortuna para estabelecer e financiar uma série de startups e ajudou a estabelecer a Imperva, com sede na Califórnia, em 2002. No legado da da Imperva estão estratégias de defesa como firewalls para garantir a segurança de dados e aplicações na Web ao detectar e prevenir ataques antes de eles atingirem uma organização.

Em mais uma evolução, agora o ex-membro da elite do Exército israelense está lançando a Cato Networks com seu colega da Imperva Gur Shatz. O software da Cato conecta os elementos de uma rede corporativa [localizações de unidades, usuários móveis e centro de dados] em uma rede criptografada na nuvem.

*Com reportagem de Tova Cohen, da Reuters


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor