EDITORIAL: A segurança não pode impedir o progresso

Segurança

Está em cima da mesa a inultrapassável razão pelas qual as empresas não aderem definitivamente, e com o ritmo desejado, à digitalização. Já ninguém aceita a desculpa da infraestrutura que durante os últimos três anos vigorou para justificar a razão pela qual as empresas europeias, por exemplo, estavam a levar mais tempo a aderir a sistemas como a Cloud ou a análise de dados (Big Data).

Se, numa primeira fase, a culpa deste atraso na adesão a novos sistemas foi de quem desenvolve e vende soluções, ao colocar o argumento da venda pelo lado da economia de custos, também podemos hoje dizer, por outro lado, que o erro persiste, mas agora por falta de respostas.

Os clientes querem respostas, a mudança só será feita quando se mostrar aos clientes que existe capacidade para dar resposta ao que preocupa nesta fase quem de facto quer compreender e aplicar nas suas empresas em definitivo as melhores soluções e práticas de digitalização.

Na verdade, todas as empresas querem estar mais competitivas do que as outras. Mas para isso é preciso que as soluções de TI respondam, de forma eficaz e sem rodeios, às questões da S E G U R AN ÇA. É só isto mais nada.

Por exemplo, numa primeira fase, a adoção de Cloud fracassou exatamente pela falta de confiança dos empresários nas propostas de segurança que até aqui os desenvolvedores de sistemas, software, ou hardware lhes apresentavam. Não havia respostas diretas e credíveis o suficiente para ultrapassar os seus medos.

É preciso ter a consciência que o único impedimento para a digitalização total se chama segurança.

A B!T foi ouvir o mercado, e que respostas as empresas podem hoje dar no que diz respeito ao que estão a fazer para contribuir para que a segurança não seja um  obstáculo que impeça o progresso.

Uma reportagem que vamos levar até si nos próximos dias com as especificidades dos mercado europeu (www.bit.pt ), e América Latina (www.bitmag.com.br), com a coordenação de Susana Marvão.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor