Fraudes financeiras são principal preocupação nas empresas

CyberwarGestãoSegurança
0 0 Sem Comentários

O combate às fraudes e a redução do prejuízo com ataques virtuais está entre os tópicos mais importantes para a segurança da empresa, ao lado dos ataques de malware e o vazamento de dados.

Segundo a Pesquisa de Riscos de Segurança Corporativa de TI — realizada pela Kaspersky Lab e a B2B International com mais de 5.500 executivos e profissionais de empresas em 26 países, incluindo o Brasil — 50% das empresas no país acreditam que precisam melhorar a proteção das transações financeiras.

A questão das fraudes online é tão delicada que aparece à frente de violações de segurança mais perigosas, como a espionagem virtual. A razão para isto é que existe um tempo razoável para atenuar os riscos das demais ameaças. Contudo, os prejuízos financeiros em consequência das fraudes online afetam as operações e a reputação das empresas quase que imediatamente.

O estudo verificou também que as empresas ainda não decidiram quem é responsável pela prevenção desses ataques e como reagir a eles. As áreas que normalmente assumem essa responsabilidade são os departamentos de TI, alta direção da empresa, departamentos de segurança em bancos ou, em alguns casos, a polícia ou governo.

O uso de soluções de proteção para transações financeiras também não tem uma definição: algumas empresas dependem dos bancos; outras usam internamente soluções de terceiros ou desenvolvem suas próprias rotinas; e há ainda aquelas que não implementaram uma solução antifraude.

No Brasil, a pesquisa identificou que 82% das companhias estão procurando um fornecedor de serviços financeiros com alta reputação em segurança. Segundo a Kaspersky, para garantir uma proteção empresarial confiável, é preciso considerar a segurança de toda a cadeia, inclusive nos dispositivos móveis, redes sem fio e nos canais de transferência externas à rede corporativa.

De acordo com a pesquisa, os ataques mais usados no Brasil continuem sendo os phishing e trojans financeiros. A Kaspersky alerta ainda que as empresas precisam conhecer bem as ameaças locais, como evitá-las e os procedimentos e soluções disponíveis para combatê-las.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor