Receitas e lucros do LinkedIn abaixo das expectativas

Negócios
0 2 Sem Comentários

O LinkedIn previu receita e lucro abaixo das estimativas de Wall Street para o primeiro trimestre, diz a Reuters. A culpa é do desaceleramente do crescimento na venda de publicidade e no fato do serviço de contratações de pessoal enfrentar pressão fora da América do Norte.

Estas previsões levaram as ações da empresa a caírem 28% após o encerramento da bolsa norte-americana na véspera.

A operadora da maior rede social do mundo para profissionais divulgou o crescimento trimestral mais lento de receita de anúncios em mais de dois anos.

O crescimento da receita com publicidade caiu para 20% no quarto trimestre ante 56% um ano antes, com os anúncios automatizados oferecidos pela Alphabet, do Google, a tornarem suas exibições de anúncios tradicionais menos atraentes a anunciantes, explana a Reuters.

A agência diz ainda que o LinkedIn tem investido pesadamente em expansão com a compra de empresas, contratação de pessoal de vendas e a elevação de sua presença na China e outros mercados fora dos Estados Unidos, à medida que tenta fortalecer seu negócio principal de serviços de recrutamento de pessoal.

O LinkedIn previu lucro ajustado de cerca de 0,55 dólar por ação para o primeiro trimestre, bem abaixo da estimativa média de analistas de 0,74 dólar, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor