SAS cresce 6,4% em 2015 para novo recorde de vendas

Business IntelligenceCloudData StorageEmpresasFornecedores de SoftwareNegóciosProjetos

O grupo SAS reportou um novo recorde no volume de negócios anuais, 3 bilhões de dólares e um crescimento de 6,4% em relação a 2014. A empresa de analítica sublinha que este é o “40º ano consecutivo de crescimento.”

As novas vendas de software estiveram em destaque, com uma subida de 12% se excluído o impacto da flutuação cambial no último ano (8% com o fortalecimento do dólar). Para o CEO do SAS, Jim Goodnight, os números mostram que os clientes confiam na experiência e soluções da empresa no mercado de analítica. Em 2015, adicionaram 1800 novos clientes à sua base instalada.

O comunicado de resultados indica que os serviços financeiros (26%), setor público (15%), serviços (11%) e seguradoras (10%) representaram a proporção mais elevada de receitas por indústria no ano passado. Alguns dos clientes mais proeminentes do SAS são o Bank of America, HSBC e a seguradora alemã Munich Re. As indústrias onde se está registrando o ritmo de crescimento mais acelerado são a banca, manufatura, varejo e serviços.

A empresa refere que todas as regiões registraram crescimento sólido, impulsionadas por novas ferramentas na gestão de risco, fraude e segurança – além do core que inclui gestão de dados, analítica e business intelligence. Revelou ainda que a rede de parceiros foi responsável por 30% das novas vendas e quase metade dos maiores contratos assinados em 2015.

Oportunidades na nuvem e Internet das Coisas

Duas das áreas em que o SAS pretende reforçar seu investimento são a nuvem e a Internet das coisas. A empresa refere que a solução SAS Cloud Analytics está agora disponível em 70 países e deverá continuar a ganhar tração.

Por outro lado, a tecnológica vê oportunidades na área da segurança (introduziu no ano passado a plataforma SAS Cybersecurity), prevendo um crescimento da procura devido aos riscos que a IoT vai abrir quando se massificar.

“À medida que o SAS foi crescendo, sempre reinvestimos uma elevada percentagem de receitas em Investigação e Desenvolvimento, este ano um quarto das nossas receitas”, refere o diretor de marketing Randy Guard. “Isso permite que nos mantenhamos na vanguarda da inovação na analítica e uma posição de liderança nos nossos mercados core.”

Um dos objetivos da empresa é expandir operações este ano, com a criação de novos centros de contacto na Irlanda e na região Ásia-Pacífico e a contratação de mais recursos humanos.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor