T-Systems traz para setor automotivo tecnologia que integra cadeia produtiva

EmpresasFinançasNegócios

A T-Systems Brasil, provedora alemã de soluções e serviços de TI, está comercializando em solo nacional o eEVN (Extended Enterprise Value Network). A solução é oferecida como serviço e promete integrar a cadeia de fornecimento do setor automotivo. Dessa forma, pretende mais eficiência à gestão de pedidos e de estoques por parte de montadoras e fabricantes de autopeças.

Renata Paes, executiva de contas Automotive Division da T-Systems, diz que o eEVN é resultado da evolução do conhecimento da T-Systems sobre o setor automotivo. “A companhia sempre foi muito voltada ao atendimento às montadoras e, a partir de 2015, esse olhar passou também para a cadeia de fornecimento”, explica.

“O eEVN é uma resposta a muitas demandas, ajudando a cadeia a ter uma visão mais clara e integrando informações corretas ao sistema de gestão das companhias”, diz.

A executiva desta que na prática trata-se de um portal que pode ser comprado como serviço. Ali o fornecedor pode acessar informações sobre os pedidos colocados pelas montadoras. “A montadora dispara um arquivo com o pedido e, como o portal é integrado aos sistemas de gestão dos fornecedores, ele vai direto para as áreas de produção e compras das empresas envolvidas”, acrescenta.

Para isso, o portal configura regras de negócio e, sempre que a informação estiver dentro da regra, ela segue o fluxo. Caso contrário, a ferramenta gera um alerta para que quem estiver à frente do processo analise o que foi alterado e tenha condições de negociar com a montadora.

De acordo com Renata, o eEVN é direcionado à primeira camada de fornecedores das montadoras que, com a ferramenta, ganham mais agilidade na análise de alterações e mais assertividade no fornecimento às montadoras, reduzindo riscos, erros humanos e custos de estoque.

“Além de entrada de arquivos, há funcionalidades como a criação de etiquetas para expedição, análise de aviso de embarque, entre outras. Estamos aproveitando o conhecimento desse mercado, a rotina do setor e aproximação com as empresas para aprimorar o serviço”, ressalta Renata, lembrando que, para isso, a T-Systems conta com uma equipe de desenvolvimento em São Paulo e uma de atendimento em Blumenau (SC), totalizando de dez pessoas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor