Tesla vai revelar ambicioso Model 3 a 31 de março

Inovação

A Tesla vai abrir as portas ao futuro dos seus carros elétricos a 31 de março, num evento onde será revelado o Model 3. A novidade ofuscou os maus resultados no ano fiscal de 2015, em que a marca passou dos lucros aos prejuízos.

A novidade, que foi dada pelo CEO Elon Musk na conferência com analistas após a apresentação dos resultados trimestrais e anuais, fez as ações da Tesla disparar mais de 11% esta quinta-feira, atingindo 159,96 dólares por ação. Uma lufada de ar fresco para os títulos que têm sido pressionados no último ano.

“Estamos muito entusiasmados com a revelação do Model 3 no final do próximo mês”, disse o executivo. “Penso que vai ser bem recebido, e depois entrará em produção e distribuição no final do próximo ano.” A marca irá abrir as pré-reservas de Model 3 através de depósitos mínimos de mil dólares que qualquer consumidor pode fazer num showroom Tesla a partir de abril.

A importância do Model 3 é enorme, por causa do preço mais baixo e o apelo que poderá ter junto dos consumidores – serão cerca de 35 mil dólares, segundo consta, mas já circularam rumores de que poderá ir ainda mais baixo, até aos 25 mil, com a ajuda de incentivos à compra de carros elétricos. Neste momento, o carro Tesla mais barato é o Model S e começa nos 75 mil dólares.

De acordo com Musk, o Model 3 vai competir com pequenos carros de luxo. “Pensem no Model 3 como competição ao nível do BMW 3 series ou Audi A4”, explicou.

São notícias que caíram bem aos investidores, depois de terem recebido um relatório de contas do quarto trimestre e ano fiscal de 2015 no vermelho. A Tesla reportou vendas de 1,55 mil milhões de euros, abaixo das expectativas dos analistas, e um salto nos prejuízos para 101 milhões de euros, o que representa uma perda de 87 cêntimos por ação. No total do ano fiscal, as perdas foram de 262 milhões, uma grande diferença em relação aos lucros de 18 milhões que obteve em 2014.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor