8ninths desenvolve estação de trabalho holográfica para o Citigroup

InovaçãoVestíveis

No dia em que os óculos HoloLens da Microsoft começaram chegando às mãos dos programadores, a 8ninths e o Citigroup apresentaram uma das primeiras instalações comerciais do produto. Trata-se de uma “secretária holográfica” para os corretores do banco.

O sistema foi desenvolvido à medida pela 8ninths, uma especialista em realidade virtual que foi escolhida pela Microsoft como uma das primeiras sete empresas no HoloLens Agency Readiness Program. A “Holographic Workstation” está em demonstração no Build 2016 da Microsoft, que decorre em São Francisco.

O que esta “secretária” permite é, segundo a 8ninths, “aumentar a eficiência ao utilizar a plataforma HoloLens para criar hologramas 3D com dados financeiros em tempo real.” Os corretores podem ver um sistema de informações constantemente atualizadas dispostas em três camadas visuais, o que facilita o processamento e interação com grandes volumes de informação abstrata em 3D e 2D. A estação de trabalho em si integra espaço para a tela do tablet, uma dock para os óculos holográficos, mouse, teclado, input de voz e gestos e os aparelhos com que o Citigroup já trabalha.

“Esta parceria com o Citi foi uma excelente oportunidade para pensarmos fora da caixa e resolvermos problemas de negócio do mundo real, ao combinarmos experiência em visualização de dados, colaboração, anotação e desenvolvimento em realidade mista de uma forma inovadora”, afirma Adam Sheppard, cofundador e CEO da 8ninths. O responsável considera que o resultado é uma evolução do paradigma da estação de trabalho para a forma como os trabalhadores do futuro vão interagir com os computadores no futuro.

George Zinn, vice-presidente corporativo da Microsoft, acrescenta que esta solução pode revolucionar a forma como as pessoas interagem com dados financeiros de uma forma mais atrativa e competitiva.

A estação de trabalho desenhada para o Citi pretende resolver alguns dos desafios dos corretores, que trabalham com enormes volumes de dados com espaço de tela limitado. A solução divide-se em três níveis e permite-lhes, por exemplo, usarem gestos e comandos de voz para filtrarem os instrumentos financeiros e consultarem segmentos de mercado no nível do meio. No nível do fundo, é possível visualizarem dados históricos de performance antes de executarem uma ordem e colaborarem remotamente com outros trabalhadores na sala.

“Este novo paradigma capitaliza na forma como o cérebro humano processa o mundo físico de forma cognitiva e melhora as configurações típicas das estações de trabalho com múltiplas telas 2D com terminais de notícias financeiras, email, chat, e outras aplicações financeiras”, explica a 8ninths.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor