Cinco maneiras como a nuvem pode ajudar o crescimento de uma PME

Cloud

Parece que tudo o que ouvimos hoje tem que ver com a migração para a nuvem, principalmente em grandes corporações. Porém, pouco se fala sobre os benefícios que as pequenas e médias empresas podem ter com a adoção da cloud, que são muitos. Na verdade, as PME têm mais a ganhar com esse tipo de implantação, e realmente correm o risco de ficar para trás se não migrarem para a nuvem.

Um estudo da Deloitte mostrou, por exemplo, que as PME que utilizam um maior número de serviços em nuvem cresceram 26% mais rápido do que as que não usam essas ferramentas, e são aproximadamente 21% mais rentáveis.

Em geral, as pequenas e médias empresas trabalham com orçamentos menores e têm menos funcionários do que as grandes organizações. Nesse sentido, migrar para a nuvem garante economia de tempo e dinheiro, o que é fundamental para o sucesso, pois não há necessidade de se preocupar com a manutenção dos sistemas, das soluções ou do hardware; basta escolher o provedor certo e ele se encarregará de tudo.

E os benefícios não terminam aí. A Infor indica maneiras de como a implementação na nuvem pode ajudar as empresas a alcançarem mais flexibilidade e a estarem melhor preparadas para o crescimento.

  1. Pay-per-use

A implementação na nuvem requer um gasto inicial mínimo em hardware e software. Além disso, só se paga pelo recurso usado, eliminando a necessidade de grandes investimentos para armazenar e gerar dados em um servidor próprio. Tudo isso significa que gasta menos em infraestrutura tecnológica, podendo focar-se no crescimento da empresa.

  1. Redução da equipa de TI

A equipe de TI não terá que passar o dia inteiro atualizando servidores, a substituir componentes de hardware ou a gerar updates de softwares, e poderá concentrar seu tempo em tarefas críticas para o negócio. Neste cenário, o provedor de nuvem é o parceiro de TI, uma extensão das empresas, o que aumenta essencialmente o alcance sem a necessidade de contratar novas pessoas ou adquirir equipamentos caros.

  1. Economia em escala

Não há como negar o valor das economias em escala e migrar para uma solução baseada em nuvem não é diferente. Vários usuários podem acessar aos recursos ao mesmo tempo – dessa forma a produtividade individual é otimizada e pode-se obter melhores resultados gastando menos. E com a funcionalidade de autoescalonamento, é possível antecipar as alterações na demanda dos usuários, para assegurar o hardware e o software necessários no momento exato – nem antes, nem depois.

  1. Mobilidade

Os avanços tecnológicos trazidos pela computação em nuvem provavelmente causarão o principal impacto nas PME, diz a Infor. Para fazer negócios em um ambiente baseado em nuvem, tudo o que é preciso é ter acesso à Internet – é possível trabalhar usando o dispositivo que for, onde quer que esteja. A mobilidade permite que os executivos tomem decisões críticas com base em dados em tempo real. E a equipe de trabalho possui as ferramentas necessárias para colaborar com os colegas.

  1. Fácil utilização

Uma das principais vantagens de migrar para a nuvem é sua facilidade de uso. Há menos upgrades para gerenciar, e não há necessidade de resolver problemas de hardware ou software. O provedor de nuvem vai encarregar-se disso, para que a empresa possa se concentrar no mais importante: chegar mais rápido ao mercado e, consequentemente, aumentar seu crescimento.

Os benefícios da flexibilidade, escalabilidade e agilidade inerentes às soluções baseadas em nuvem não podem ser ignorados, especialmente com relação às PME. Com implementações na nuvem o usuário paga pelo que usa e pode facilmente adaptar-se a uma procura maior ou menor, além de reduzir os custos com tecnologia, conseguir uma força de trabalho mais produtiva e, finalmente, manter um nível de competitividade maior comparativamente à tecnologia on premise.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor