Cisco “empurra” empresas para transformação digital das organizações

EmpresasNegócios
0 0 Sem Comentários

As organizações de todos os setores estão apostando na sua transformação digital, que gera uma oportunidade de mercado que a IDC estima em 2,1 bilhões de dólares norte-americanos até 2019. A Cisco quer dar uma ajuda. E chamou-lhe Digital Network Architecture (DNA).

A Digital Network Architecture (DNA), é uma arquitetura de rede para a transformação digital e contempla a tecnologia Application Centric Infrastructure (ACI) da Cisco para Data Center, abrangendo a abordagem baseada em políticas e software a toda a rede: desde a sede até às sucursais e desde o núcleo até ao extremo da rede, seja cablada ou sem fio.

“A Cisco DNA, parte do portfólio de software Cisco ONE, facilita um modelo de adoção simples e flexível através de licenças baseadas em software, protegendo os investimentos já realizadas”, diz a empresa em comunicado.

A Cisco DNA baseia-se em cinco princípios-chave:

1.- Virtualizar tudo para que as organizações tenham a liberdade de implementar qualquer serviço em qualquer lugar, independentemente da plataforma subjacente (física ou virtual, on-premise ou na Cloud).

2.- Concebida para a automatização, para que as redes e os serviços sejam simples de implementar, gerenciar e manter – transformando significativamente a abordagem à gestão da rede.

3.- Analítica ubíqua, proporcionando uma maior visibilidade e conhecimento sobre as operações de rede, a infraestrutura de TI e o negócio – informação que apenas a rede pode proporcionar.

4.- Serviços gerenciados a partir da Cloud para unificar as políticas e a orquestração através da rede – combinando a agilidade da Cloud com a segurança e controle das soluções on-premise.

5.- Arquitetura aberta extensível e programável em todas as camadas – integrando tecnologia da Cisco e de terceiros, APIs abertas e uma plataforma de desenvolvimento para suportar um ecossistema rico de aplicações.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor