Projeto entre CPqD e Cemig visa evitar acidentes causados por cabos de energia rompidos

Inovação

O rompimento de cabos de energia de alta tensão pode ter consequências fatais. Para reduzir os riscos de acidentes, o CPqD e a Cemig estão desenvolvendo uma solução inovadora que utiliza tecnologia óptica para monitorar a integridade física dos cabos de linhas de transmissão.

Esse sistema óptico de monitoramento permitirá detectar se houve rompimento do cabo condutor de energia (a própria fibra óptica existente dentro dele atuará como sensor). Com essa solução óptica integrada ao cabo, será possível transmitir energia e banda larga ao mesmo tempo, desligar e evitar o religamento automático.

O projeto também prevê o compartilhamento da fibra óptica utilizada nesse sistema de monitoramento – que utiliza a tecnologia CWDM – com sistemas de telecomunicações, especialmente para transmissão de dados.

A nova solução está em teste, em escala real, na UniverCemig, localizada em Sete Lagoas (MG), nesta primeira semana de março. O objetivo desses testes de campo é a validação tecnológica do sistema.

A iniciativa conta com financiamento da Cemig Distribuição, Transmissão Centroeste, Cemig Telecom e CPqD. Além disso, o projeto contou com apoio industrial da Furukawa do Brasil, que forneceu a primeira geração de cabos de energia com fibras ópticas integradas, e da Balestro Isoladores, responsável pelo fornecimento dos primeiros isoladores elétricos destinados a isolar as fibras ópticas na alta tensão.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor