Empresas e sociedade interligadas em tempo real. É a economia digital no SAP Forum Brasil

4GCloudEmpresasInovaçãoMobilidadeNegóciosSmartphones
0 15 Sem Comentários

A mobilidade e a conectividade mudaram para sempre a forma de fazer negócios e o comportamento do indivíduo na sociedade. É a transformação digital, tema do SAP Forum Brasil, que teve início hoje (15) em São Paulo.

“Cerca de 68% das pessoas na América Latina estão conectadas por meio de smartphones e celulares. E a cada dia querem recursos mais sofisticados, que proporcionem essa conexão em tempo real”, diz Claudio Muruzabal, presidente da SAP para América Latina e Caribe.

E foi mais longe: “As pessoas não querem somente se conectar em tempo real (real time), mas também executar ao vivo (run live)”. Para provar que este último é possível, citou exemplo de uma aplicação para dispositivos móveis da SAP em uma apresentação da companhia circense Cirque du Soleil. Surpreendentemente, os espectadores, munidos de celulares, puderam interagir com o espetáculo, ali, em real time, em run live.

É impressionante saber que apesar de o Brasil estar engatinhando na revolução digital, em comparação com o que está acontecendo além das nossas fronteiras, Muruzabal mostrou em sua apresentação no primeiro dia do SAP Forum Brasil 2016 dados da Accenture, que registram representatividade da economia digital brasileira em 21,3% do PIB.

Nesse cenário protagonizado pela economia digital, o executivo aponta as pequenas e médias empresas como um grande filão, considerando que elas representam 99% da população no mapa empresarial e têm se mostrado interessadas em migrar para a era digital, por não possuírem legados mais complexos.

Maruzabal coloca a plataforma Hana no centro desse novo mundo interligando todos os elementos da cadeia de valor: fornecedores, clientes, colaboradores e as coisas da Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês).

Chakib Bouhdary, Chief Transformation Office (CTO) da SAP, complementa com a hyperconectividade, também transformando os caminhos, o trabalho, a vida e a comunidade. Integrada a mais quatro elementos no arranjo da sociedade digital: block chain, smarter world, cloud e supercomputação.

O executivo destacou ainda a importância do desenvolvimento de capacidade para novos negócios, que envolve experiência do usuário personalizada, criação de uma cadeia de valor otimizada, aplicações em tempo real e análise preditiva.

Toda essa transformação está em curso, e é preciso estar atento para saber como os líderes de negócios irão se posicionar em suas estratégias. A questão não é se as empresas irão embarcar na era digital, mas sim quando, e de que forma, afirmaram os executivosnlíderes da SAP.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor