HP Enterprise lidera mercado de servidores mas é a única que não cresce

CloudEmpresasNegóciosServidores
0 0 Sem Comentários

A HP Enterprise manteve a liderança destacada no mercado mundial de servidores no quarto trimestre de 2015, com mais unidades vendidas e maior volume de receitas. No entanto, diz a Gartner, o grupo de Meg Whitman foi o único que não cresceu no período em análise.

Em termos de unidades, a HP Enterprise vendeu 625 mil servidores nos últimos três meses de 2015, registrando uma quota de mercado de 21,2%, é uma queda face aos 23,7% do mesmo período de 2014. No que toca a receitas, a HP Enterprise também viu os números recuando: totalizou 3,8 bilhões de dólares, o que significa menos 2,2% que em 2014.

Neste indicador de receitas a HP Enterprise foi mesmo a única a registrar números negativos. A Dell, em segundo, subiu 4,5% para 2,53 bilhões de dólares. A IBM, em terceiro, avançou 10,3% para 1,97 bilhões, e a Cisco, em quinto, foi a que mais subiu: 20,2% para 928 milhões. A Lenovo ficou em quarto, com um ligeiro crescimento de 2,9%. Eis o top divulgado pela Gartner, em termos de receitas e respetiva quota do volume total:

  1. HP Enterprise – 25,2% 
  2. Dell – 16,7%
  3. IBM – 13%
  4. Lenovo – 7,5%
  5. Cisco – 6,1%
  6. Outros – 31,4%

No entanto, a Gartner sublinha que o mais interessante neste trimestre foram os fabricantes mais pequenos. “O grande impulsionador do crescimento em termos de valores absoluto esteve na categoria de ‘outros’ vendedores”, refere o vice-presidente de pesquisa Jeffrey Hewitt. “Esta coleção de fabricantes não especificados, que inclui OEMs como a Quanta e a Wistron, contribuiu com mais de 750 milhões de dólares em receitas e 170 mil servidores vendidos”, revela. Porquê? “Isto demonstra que o crescimento de centros de dados em hiperescala, como os do Facebook, Google e Microsoft, continua representando o maior contributo para o aumento global do mercado.”

As regiões com maior crescimento em termos de unidades foram a Ásia/Pacífico, com 20,1%, a América do Norte, com 8,5% e a Europa Ocidental, com 4,3%. Todas as outras regiões recuaram.

Na tabela de maiores fabricantes mundiais por unidades, a ordem modifica-se:

  1. HP Enterprise – 21,2%
  2. Dell – 17,9%
  3. Lenovo – 8,7%
  4. Huawei – 5,1%
  5. Inspur Electronics – 4,7%
  6. Outros – 42,5%

Na EMEA, a HP Enterprise lidera, seguida da Dell, nos dois indicadores (receitas e unidades). A IBM aparece em terceiro em receitas mas desaparece em termos de unidades. Lenovo, Fujitsu e Cisco completam o topo cinco nas unidades.

No total do ano, as vendas de servidores cresceram 9,9% e as receitas subiram 10,1%, em todo o mundo. As plataformas x86 continuaram dominando.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor