Oi Total marca novo posicionamento da OI. Operadora quer atrair mais clientes

4GEmpresasMobilidadeNegóciosOperadorasRedesSmartphones

A Oi está se reposicionando no mercado com o lançamento do produto mais completo do setor, de acordo com a operadora, o Oi Total. Ele integra móvel, banda larga, TV por assinatura e fixo. Esse lançamento acompanha as mudanças percebidas nos hábitos dos consumidores, cada vez mais adeptos da cultura da “Geração MMM” (multiconectados, mutidispositivos, multitarefas).

Segundo a operadora, o Oi Total reúne o melhor conteúdo do cinema, da TV e da internet disponível a qualquer hora e em qualquer lugar através do Oi Play, o portal de conteúdos, totalmente gratuito para os clientes. Nesse processo de reposicionamento comercial, a oeradora decidiu também revitalizar sua marca, que evolui junto com os consumidores e está muito mais interativa, digital e dinâmica.

Essa aproximação com os consumidores também está refletida na evolução da marca Oi, destaca a operadora. O intuito é associar a operadora a soluções e não somente a produtos, mostrando que a companhia passa a ter uma função bem mais abrangente.

O Oi Total passa a ser comercializado em todo o país, à exceção de São Paulo, depois do sucesso no projeto piloto realizado no Distrito Federal e em 13 estados (ES, GO, MS, MT, AC, AM, RO, RR, TO, RN, SE, SC e CE). Com isso, a operadora reafirma seu compromisso de democratizar o acesso da população aos serviços de telecomunicações, ofertando soluções integradas em 4.436 municípios, contra 179 municípios da segunda colocada.

“Os resultados obtidos nos estados onde o piloto foi realizado são bem expressivos. No projeto piloto do Oi Total registramos um aumento de 20% nas vendas do serviço de TV por assinatura. Em alguns canais de venda, 40% dos clientes que adquiriram os planos Oi Total não tinham qualquer produto residencial da operadora antes”, afirma Bernardo Winik, diretor de Varejo da Oi.

“Estamos apostando no novo serviço para aumentar nossa penetração do mercado com a conquista de novos clientes e também para rentabilizar a base atual, com o aumento do número de serviços por usuário e incremento das ofertas. E consideramos os serviços de TV por assinatura e de banda larga âncoras dessa estratégia”, completa.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor