ONU apoia Apple contra FBI

EspionagemRegulação

De acordo com o Alto Comissário das Nações Unidas para os direitos humanos, Zeid Ra’ad Al Hussein, uma “Caixa de Pandora” poderá ser aberta se a Apple cooperar com o FBI no desbloqueio do iPhone.

Ainda que o responsável defenda que a lei deva ser cumprida, especialmente quando se trata de uma investigação de terrorismo, ele afirma que a criptografia é essencial para a liberdade. “Há muitas maneiras de investigar se este assassino tinha ou não cúmplices sem precisar de forçar a Apple a criar um software para minar as características de segurança de seus próprios telefones”, disse Zeid Ra’ad Al Hussein num comunicado divulgado em Genebra.

Zeid disse que a criptografia e a proteção são importantes em muitas ocasiões, e amplamente utilizadas em todo o mundo, “inclusive pelos defensores de direitos humanos, sociedade civil, jornalistas, informantes e dissidentes políticos que enfrentam perseguição”.

Ele destaca a importância de ferramentas de encriptação e do anonimato para aqueles que precisam de liberdade de expressão em regimes totalitários. “Não é uma fantasia nem um exagero dizer que, sem ferramentas de encriptação, vidas podem estar em risco.”

O FBI pediu à Apple para desativar um recurso que apaga os dados do iPhone depois de dez tentativas incorretas de desbloquear o aparelho a partir da senha de quatro dígitos. O governo também quer ser capaz de executar um software que possa percorrer as 10 mil combinações possíveis para desbloquear o aparelho do atirador rapidamente.

Várias companhias de TI como o Twitter, AirBnb, eBay, LinkedIn, Reddit, Amazon, Microsoft, Google, Facebook, Snapchat e Yahoo declararam publicamente o seu apoio à Apple na sua recusa em quebrar a segurança do iPhone 5C em questão.

Concorda que a Apple e outros fabricantes de telemóveis sejam forçados a desbloquear equipamentos para as autoridades?

View Results

Loading ... Loading ...

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor