Como garantir privacidade de dados no caso de perda ou roubo do celular? PSafe orienta

CyberwarFirewallGestãoMobilidadeSegurançaSmartphones
0 0 Sem Comentários

A PSafe, especializada em segurança da informação, destaca que em 2015, o Brasil teve mais de 1 milhão de registros de roubo ou perda de celulares. Sessenta e três celulares são roubados em média por hora nas principais capitais brasileiras. Para ajudar os usuários, a empresa reuniu orientações para ajudar as pessoas a protegerem seus dados privados nesses casos.

Ao utilizar os aparelhos para gravar vídeos, tirar fotos, acessar contas bancárias, redes sociais, e-mails, sites de e-commerce e inúmeros outros serviços, os usuários registram no smartphone dados pessoais importantes que, uma vez acessados por estranhos, causam grandes preocupações. Para proteger esses dados a PSafe recomenda os seguintes procedimentos:

Inclua um código de desbloqueio da tela
É importante estabelecer um código de acesso ao celular para dificultar a ação daqueles que querem ver informações do celular sem autorização. O desbloqueio da tela por meio de senha é uma alternativa básica de segurança e deve ser levada à sério. Nada de escolher uma senha fácil! Mescle sempre números, letras e caracteres especiais. Além disso, mude a senha periodicamente.

Diminua os riscos
De tempos em tempos, faça backup do conteúdo do seu celular e delete o excesso de informações. Afinal, você não precisa andar com tantas fotos no seu aparelho o tempo todo. Esse cuidado reduz os riscos de perder informações importantes. Além disso, em locais públicos movimentados ou em grandes aglomerações, evite mexer no celular ou deixá-lo nos bolsos de trás da calça ou na mochila.

Tenha um software de proteção
Softwares de proteção possuem funções adicionais que aumentam a segurança em casos de perda ou roubo. Eles são capazes de oferecer ao usuário a possibilidade da inclusão de senhas extras de acesso aos aplicativos mais importantes. Além disso, gerencia o smartphone a distância. Um bom app também disponibiliza a instalação da função Proteção Avançada, que estabelece uma defesa extra ao dificultar a desinstalação do antivírus por pessoas que queiram acessar os dados protegidos com as funções Antifurto e Cofre.

No entanto, se o celular tenha sido perdido ou roubado antes de o usuário tomar as precauções recomendadas acima, a PSafe recomenda como agir frente à situação.

Solicite o bloqueio do aparelho
Ao ter o celular perdido, extraviado ou roubado, solicite o bloqueio imediato do aparelho junto a sua operadora ou durante o registro da ocorrência na delegacia de polícia. Recentemente, a Anatel aprimorou as regras para coibir roubos e furtos de celulares, tornando mais fácil o bloqueio smartphone ao exigir apenas o número da linha durante a solicitação. A medida é importante para o usuário se proteger, caso o ladrão realize alguma atividade indevida a partir do seu aparelho.

Apague dados remotamente
Caso o smartphone do usuário esteja vinculado a serviços de armazenamento na nuvem como o iCloud, para aparelhos com iOS, e a conta Google para aparelhos com Android, é importante o acesso imediato ao serviço online para apagar dados remotamente. A medida evita que a pessoa em posse do aparelho tenha acesso a informações.

Ao adquirir um novo aparelho
Após comprar o novo aparelho, solicite à operadora o desbloqueio, para que possa voltar a utilizar o número antigo. Ao realizar esse procedimento, o usuário terá de fornecer alguns dados para efetuar o novo cadastro. Cada operadora trabalha com um método diferente, mas necessita de seus dados para verificar quem solicitou o bloqueio e quem deseja desbloquear a linha.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor