Startup Mandaê recebe aporte de US$ 2,5 milhões da Qualcomm e investidores

NegóciosStartup
0 34 1 Comentário

A startup de logística Mandaê acaba de receber investimento de US$ 2,5 milhões, o equivalente a cerca de R$ 10 milhões, da Qualcomm Incorporated, por meio do seu grupo de investimento de risco, Qualcomm Ventures, com participação dos investidores Monashees+ e Valor Capital Group.

Essa rodada eleva os investimentos totais da Mandaê para US$ 5 milhões. Investidores anteriores também incluem Kima Ventures e Hans Hickler, o ex-CEO da DHL Express USA. A empresa utilizará os aportes para acelerar seu crescimento, aumentar operações e continuar expandindo a equipe.

A startup criou uma plataforma que simplifica o processo de entrega para pessoas e pequenos negócios no Brasil. Por meio de seus aplicativos para celular e desktop, os clientes podem especificar os itens que querem enviar. A Mandaê cuidará desde a retirada, passando pelo empacotamento, até a seleção das melhores transportadoras para fazer as entregas dos itens.

“Eu e meu sócio operamos um e-commerce antes da Mandaê, e podemos nos identificar com proprietários de pequenos negócios que gastam entre 2h e 4h todos os dias com a operação e a entrega. Costumávamos fazer isso também”, afirma o co-fundador e CEO da Mandaê, Marcelo Fujimoto.

Ele acrescenta que a Mandaê é a solução logística que gostaria de ter tido para a própria empresa.  “Nossa proposta é extremamente consolidada, especialmente no Brasil onde pequenos empresários enfrentam uma carência de opções. Como resultado, temos crescido muito rapidamente e nos tornado uma parte valiosa e indispensável das operações de nossos clientes”, diz


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor