Apple forma equipe para explorar alterações na App Store

AppsE-commercee-MarketingMobilidade

A Apple formou uma equipe “secreta” para estudar alterações à loja de aplicativos App Store, que poderão significar a introdução de um modelo de pesquisas pagas.

Esta equipe terá 100 colaboradores e foi revelada à Bloomberg por pessoas próximas da iniciativa. Entre os engenheiros que terão sido transferidos para esta equipe de reestruturaçao da App Store encontram-se alguns que vieram da equipe de anúncios digitais iAd, onde a Apple está desinvestindo. Na liderança da equipe está o vice-presidente Todd Teresi, que estava à frente da iAd.

A equipe está explorando várias ideias, entre as quais a a possibilidade de cobrar aos programadores que queiram ver os seus aplicativos em destaque na App Store, precisamente o modelo que o Google usa na loja Play.

Por exemplo, se um consumidor for à procura de um jogo sobre futebol, os programadores que queiram ver os seus aplicativos aparecendo no topo da lista de resultados teriam de pagar. São pesquisas pagas – tal como o motor de busca Google tem os links patrocinados.

Outra das missões da equipe é melhorar a forma como os consumidores navegam na App Store. A Bloomberg argumenta que este seria um novo modelo de negócio para a Apple lucrar com a App Store, que já tem mais de um bilhão de aplicativos e é uma parte importante das receitas da empresa. Em 2015, a parcela de serviços da Apple chegou aos 20 bilhões de dólares, e uma grande parte está ligada à loja de aplicativos – a empresa recebe uma fatia de 30% por cada aplicativo vendida na App Store.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor