Bancos precisam aprimorar tecnologias para atender à Geração Y, diz Easy Solutions

EmpresasFinançasGestãoNegóciosResultados
0 0 Sem Comentários

Estudos mostram que a Geração Y representa cerca de 80 milhões de pessoas somente nos Estados Unidos, com um poder de compra anual estimado em 200 bilhões de dólares. É, portanto, fatia de grandes oportunidades. As grandes marcas, assim como os bancos, já perceberam seu impacto sobre a economia global e repensam a maneira como interagem com esta importante parcela da população.

A Easy Solutions, empresa de segurança da informação, observa que para os bancos, atender aos anseios desses jovens – que são “nativos digitais” e têm um comportamento muito diferente do das gerações anteriores -, envolve uma questão crucial: como oferecer conveniência sem comprometer a segurança?

A Geração Y espera que os bancos criem aplicativos ágeis e práticos. Uma série de estudos recentes tem demonstrado que eles simplesmente não vão escolher um banco que não ofereça serviços simplificados para mobile”, explica Silvia Lopez, CMO da Easy Solutions.  A Geração Y, portanto, mostra uma tendência a priorizar a conveniência digital sobre a segurança, segundo ela.

De acordo com a executiva, para que os bancos atendam a essa geração, sem comprometer a segurança, terão de utilizar muitas tecnologias e abordagens vitais.

Silvia selecionou as sete principais:

  1. Monitoramento proativo de ameaças na Internet, em redes sociais e em blogs para proteger os usuários finais de terem as suas informações pessoais comprometidas
  2. Tecnologias biométricas como um método de autenticação multifatorial, integrando conveniência e oferecendo uma excelente alternativa a senhas de uso único
  3. Tecnologias de navegação segura que permitam a realização de transações seguras, mesmo em dispositivos comprometidos
  4. Métodos dinâmicos de autenticação única, como mensagens push enviadas instantaneamente para os dispositivos dos clientes
  5. Detecção e remoção de aplicativos falsos, impedindo que os clientes façam o download e a instalação de aplicações fraudulentas
  6. SDKs que integram a proteção antifraude com o aplicativo nativo do banco, dispensando ações adicionais por parte dos usuários finais
  7. Monitoramento transparente de transações para detectar atividades suspeitas em tempo real quando o usuário final tenha um comportamento diferente do seu padrão normal

Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor