Cisco e Prefeitura do Rio ampliam atuação do Centro de Operações Rio

EmpresasFinançasMobilidadeNegócios

O Cento de Operações Rio (COR), que integra cerca de 30 órgãos com o objetivo de monitorar e otimizar o funcionamento da cidade no dia a dia, acaba de ganhar uma base remota e com alta tecnologia embarcada. Ela tem a missão de atuar em situações de crise/emergências e em grandes eventos.

Por meio da tecnologia Instant Connect, da Cisco, a Unidade Móvel COR (UM-COR) poderá se conectar de qualquer ponto da cidade com os operadores na sede do COR, na Cidade Nova, de forma instantânea, confiável e segura, garante a empresa.

“É a primeira vez que uma cidade brasileira contará com uma solução integrada com essas características para operações remotas, mesmo em locais que estejam com comunicação restrita por algum motivo”, afirma Nina Lualdi, diretora sênior de Inovação da Cisco na América Latina.

O equipamento fornecerá infraestrutura de rede, câmeras de monitoramento e serviço de voz que permitirão a comunicação entre os agentes de forma instantânea por meio de rádios, telefones celulares ou fixos. Seu formato compacto permite que ele seja transportado rapidamente para o local do evento.

“Os usuários da UM-COR poderão simultaneamente acessar a internet, realizar teleconferências e fazer ligações por meio de telefones IP, integrando também rádios e telefones celulares. A câmera integrada vai capturar e enviar imagens em tempo real para o Centro de Operações. Isso nos possibilita uma avaliação mais precisa da situação no local”, explica Pedro Junqueira, Chefe Executivo do Centro de Operações Rio.

O Centro de Operações Rio já conta com tecnologia Cisco desde a sua fundação, em dezembro de 2010. A empresa foi responsável pela instalação do sistema de telefonia do COR e do sistema de telepresença, que conecta a Sala de Crise do Centro à sede da Defesa Civil Municipal e à residência do prefeito.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor