Google contrata ex-CEO da Motorola para unidade de hardware

GestãoNegócios

A Google foi buscar o ex-CEO da Motorola, Rick Osterloh, para liderar a sua nova divisão de hardware. É, na verdade, um regresso do executivo à empresa de Mountain View, que deteve a Motorola entre 2011 e 2014.

A notícia é avançada pelo site Re/code, que cita fontes ligadas ao processo e obteve uma confirmação por parte da Google. Rick Osterloh passa a ser vice presidente sénior da empresa e a reportar ao CEO Sundar Pichai.

A intenção da empresa é unificar todos os seus projetos de hardware, que vão dos smartphones aos portáteis e aos dispositivos Chromecast. Esta mudança acontece duas semanas depois de a diretora do Advanced Technologies and Projects Group da Google Regina Dugan ter decidido mudar-se para o rival Facebook.

Osterloh vai supervisionar os smartphones Nexus, a “marca própria” da Google, e trabalhar de perto com os parceiros OEM da marca e com o vice presidente do Android, Hiroshi Lockheimer. Também irá ter sob a sua alçada o aparelho de streaming para televisões Chromecast, até aqui liderado por Lockheimer, e os portáteis Chromebook e Pixel C.

Outra secção que passa a estar sob alçada desta divisão é a do router doméstico OnHub, que antes estava dentro da Access, uma das empresas da holding Alphabet (que detém a Google). Osterloh passa também a supervisionar os laboratórios de hardware experimental, como o Project Ara, e dos óculos Glass, que foram descontinuados no final de 2014 e estão agora a ser redesenhados, de raiz.  O gadget de realidade aumentada foi retirado da divisão Google X em 2015 e ficou sob a égide de Tony Fadell, CEO da Nest, que fica como conselheiro da nova equipa.

Osterloh subiu de gestor de produto na Motorola para president da divisão, quando Dennis Woodside saiu para a Dropbox. Lá permaneceu quando a Google vendeu a empresa à chinesa Lenovo, e acabou por sair em março.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor