Intertox aposta no mercado latino-americano

NegóciosSoftware
0 0 Sem Comentários

Como parte da estratégia comercial de ampliar sua participação na América Latina, a Intertox está investindo nos mercados da Argentina e Chile. Para ter sucesso neste desafio a companhia inseriu em sua estratégia de expansão Rodrigo Alfaro, residente na Argentina, e Alex Steinhaus, residente no Chile, como agentes técnicos internacionais, com o objetivo de incrementar os negócios com ofertas de soluções e serviços nestes países.

A companhia, que desde o ano passado vem se inserindo na América Latina, iniciou 2016 com foco principal nos negócios argentinos. “A ideia é levar toda a expertise da Intertox, conquistada ao longo de 16 anos de experiência no mercado de segurança química, para sanar as necessidades das empresas argentinas e chilenas e das internacionais que lá operam, com soluções customizadas e adaptadas de acordo com a necessidade de cada cliente”, afirma Fausto Azevedo, diretor da Intertox.

Segundo Alex Steinhaus, agente técnico internacional da Intertox no Chile, “A administração segura, tanto do ponto de vista ambiental, como da segurança das pessoas e dos produtos químicos que as empresas mineradoras requerem como matérias primas para seus processos produtivos, será o foco principal da etapa de apresentação inicial das competências da Intertox no mercado chileno”.

Na Argentina, a resolução do Ministério do Trabalho, Emprego e Seguridade Social, que insere novas regras de segurança química para indústrias e empresas do país, como a obrigatoriedade da implementação do GHS (Sistema Globalmente Harmonizado para a Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos) para substâncias puras, cujo prazo termina em 15 de abril deste ano, abre espaço para os produtos e serviços da Intertox no país. Por isso, nesta fase inicial, a empresa fechará parcerias comerciais com associações, sindicatos e indústrias do país e ministrará palestras sobre a abrangência e os impactos do GHS, sistema elaborado pela ONU, que confere maior proteção para a saúde humana e para o meio-ambiente ao oferecer informações consistentes sobre os produtos químicos.

A Intertox aposta na alta tecnologia de seu software SAFETYCHEM como carro-chefe na América Latina. A solução é destinada à criação automática de documentos de segurança química, como FISPQ, SDS, rótulos e ficha de emergência para o transporte de produtos químicos, atendendo às legislações vigentes brasileira e de outros países. Com instalação que pode ser local ou em nuvem, o software pretende facilitar a gestão e o controle com armazenamento de toda a documentação emitida pelo sistema, além de oferecer a possibilidade de downloads e uploads da documentação emitida e armazenada.

“Meu objetivo à frente dos negócios da Intertox na Argentina é dar continuidade ao processo de crescimento da empresa, especialmente com a ampliação dos usuários do SAFETYCHEM. Quero garantir que nossos clientes tenham acesso aos melhores  serviços sobre segurança química, de modo que consigam se manter competitivos em seus respectivos mercados”, finaliza Rodrigo Alfaro, agente técnico internacional da Intertox na Argentina.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor