Mais confiança é vital para ampliar adoção de cloud, revela estudo da Intel Security

CloudCyberwarEmpresasFirewallGestãoNegóciosSegurança

Blue Skies Ahead? The state of cloud adoption (Céu azul? O estado da adoção da nuvem) é o mais novo relatório divulgado pela Intel Security. O levantamento global mostra a necessidade de os fornecedores de tecnologia auxiliarem empresas, governos e consumidores a entenderem a adoção cada vez maior da nuvem e as etapas necessárias para protegê-la.

A pesquisa, realizada pela Vanson Bourne, entrevistou 1,2 mil tomadores de decisões de TI, com influência na segurança em cloud de suas respectivas organizações, em oito países, incluindo o Brasil. Entre os resultados está que a maioria (77%) dos participantes observou que suas organizações confiam na computação em nuvem mais do que há um ano. Porém, apenas 13% confiam completamente nos fornecedores de nuvem pública para proteger dados confidenciais.

“A nuvem é o futuro das empresas, governos e consumidores”, disse Jim Reavis, diretor-executivo da Cloud Security Alliance. “Os fornecedores de segurança e de nuvem precisam fortalecer os clientes com conhecimento e ferramentas, além de cultivar relacionamentos fortes com base na confiança, para dar continuidade à adoção de plataformas de computação em nuvem. Somente assim poderemos nos beneficiar completamente das verdadeiras vantagens da nuvem.”

As descobertas do estudo, na avaliação da Intel Security, destacam que uma confiança maior e a segurança são fatores essenciais para encorajar a adoção contínua da nuvem.

Raj Samani, diretor de Tecnologia da Intel Security, diz que essa é uma nova era para os fornecedores de nuvem. “Estamos no ponto principal do investimento e da adoção, expandindo rapidamente à medida que cresce a confiança na computação em nuvem e nos seus fornecedores de nuvem”, complementa.

“À medida que entramos em uma fase de adoção abrangente da computação em nuvem para oferecer suporte a aplicativos e serviços essenciais, a questão da confiança na nuvem se torna indispensável. Esse fator da confiança será essencial para tornar realidade os benefícios que a computação em nuvem podem verdadeiramente oferecer.”

Em relação às tendências de investimento em nuvem, a maioria das organizações planeja investir em todos os modelos de serviço de nuvem, mas a maior parte delas (81%) planeja investir em infraestrutura como serviço (IaaS), seguida de perto da segurança como serviço (79%), plataforma como serviço (PaaS) (69% ) e software como serviço (SaaS), 60%.

A maioria dos participantes (72%) cita a conformidade como principal preocupação entre todos os tipos de implementação de nuvem e apenas 13% dos participantes sabiam dizer se suas organizações têm ou não dados confidenciais na nuvem.

Riscos de segurança, calcanhar de aquiles

Mais de um entre cinco participantes expressaram que a principal preocupação sobre o uso de SaaS é ter um incidente de segurança de dados e, do mesmo modo, violações de dados estavam no topo das preocupações para IaaS e nuvens privadas.

Contudo, contrariando as percepções levantadas, os resultados mostraram que, na verdade, menos de 1/4 (23%) das empresas sofreram perda de dados ou violações com seus fornecedores de serviços em nuvem.

As violações de dados de alto nível com grandes consequências financeiras e de reputação tornaram a segurança de dados uma das principais preocupações dos diretores executivos. Mas, segundo a análise do relatório, ainda há uma necessidade de maior compreensão para aumentar a percepção e o entendimento dos riscos associados com o armazenamento de dados confidenciais na nuvem. Apenas 1/3 (34%) dos participantes pensa que a alta administração de suas organizações compreende totalmente as implicações de segurança da nuvem.

Apesar de os departamentos de TI optarem pela atividade da Shadow IT, 52% das linhas de negócios ainda esperam que a TI proteja seus serviços de nuvem provenientes de departamentos não autorizados. Esta falta de visibilidade quanto à utilização da nuvem devido à Shadow IT parece estar preocupando os departamentos de TI no que diz respeito à segurança, com a maioria (58%) dos participantes da pesquisa Orchestrating Security in the Cloud (Orquestrando a segurança na nuvem) tendo observado que a Shadow IT tem impacto negativo na capacidade de manter seguros seus serviços de nuvem.

O investimento em segurança de nuvem varia de acordo com a prioridade nos diferentes tipos de implementação, com as principais tecnologias de segurança sendo utilizadas pelos participantes, incluindo proteção de e-mails (43%), proteção na Web (41%), antimalware (38%), firewall (37%), gerenciamento de criptografia e chaves (34%) e prevenção contra perda de dados (31%).


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor