Apple investe US$ 1 bilhão em rival chinesa da Uber

AppsMobilidadeSmartphones

A Apple investiu 1 bilhão de dólares na empresa de transportes Didi Chuxing. O modelo de negócio é muito semelhante ao da Uber: o transporte é reservado via aplicação e a empresa faz o “match” entre consumidores e motoristas.

Não é muito comum para a Apple fazer investimentos desta natureza. O CEO Tim Cook disse, segundo avançou a Reuters, que esta aposta na Didi Chuxing vai permitir à empresa compreender melhor o mercado chinês, que é absolutamente crítico para as contas da tecnológica. A empresa facilita 11 milhões de viagens todos os dias, tendo o domínio completo do mercado – 87% de quota.

Aliás, Cook tem viagem marcada para a China no final de maio, um esforço pessoal do executivo para resolver os problemas regulatórios que a Apple está a sofrer no país (as suas lojas iBooks e iTunes Movies foram encerradas compulsivamente em abril).

“Estamos a fazer este investimento por várias razões estratégicas, incluindo uma oportunidade de aprendermos mais sobre certos segmentos do mercado chinês”, explicou Tim Cook, em entrevista à agência. “É claro que também acreditamos que haverá um forte retorno do capital que investimentos”, ressalvou.

A empresa era anteriormente conhecida como Didi Kuaidi e declarou que este foi o maior investimento que já recebeu. É considerada um “decacórnio“, designação do mercado para empresas privadas que valem mais de 10 bilhões de dólares (dez unicórnios, portanto). Na verdade, a Didi Chuxing neste momento já vale 20 bilhões de dólares.

“Este acordo reflete o nosso entusiasmo com o seu negócio crescente, e também a nossa continuada confiança na economia chinesa no longo prazo”, sublinhou o CEO. Isto porque as vendas da Apple, que gozaram de saltos enormes no ano passado, começaram a abrandar nos primeiros três meses do ano.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor