Mercado de Big data e analítica vai crescer 50% até 2019

Big DataData Storage
1 53 Sem Comentários

O mercado de big data e analítica vai gerar receitas de US$ 186 bilhões em 2019, o que representa um crescimento de 50% face aos 121 bilhões registados no ano passado. São dados do novo estudo semianual da IDC sobre o sector, o “Worldwide Semiannual Big Data and Analytics Spending Guide.”

Os dados indicam que mais de metade das receitas do negócio de big data e analítica mundial serão provenientes de serviços, sendo que os serviços de TI vão gerar três vezes mais que os serviços de negócio.

A segunda maior categoria será a de software, com um total de US$ 54,7 bilhões em receitas dentro de três anos Cerca de metade destas receitas virá da aquisição de ferramentas de  End-User Query, Reporting e Analítica e Gestão de data warehouse. Os gastos com hardware também vão crescer para perto de US$ 28 bilhões.

As grandes empresas, com mais de 500 empregados, serão as principais responsáveis pelo impulso das oportunidades em big data e analítica, gerando mais de US$ 140 bilhões em 2019. No entanto, o relatório nota que as pequenas e médias empresas vão dar um contributo significativo para a expansão do mercado, representando um quarto das receitas mundiais.

“As organizações que consigam aproveitar a nova geração de soluções de analítica podem alavancar a transformação digital para se adaptarem às mudanças disruptivas e criarem diferenciação competitiva nos seus mercados”, analisa o vice presidente do grupo de Analítica e Gestão de Informação da IDC, Dan Vesset. “Estas organizações não automatizam apenas processos existentes, tratam os dados e a informação da mesma forma que tratariam outros ativos valiosos, usando uma abordagem focada na extração e desenvolvimento do valor e utilidade da informação”, acrescenta.

Segundo a IDC, as indústrias onde existem as maiores oportunidades são Produção Discreta (22,6 bilhões em 2019), Banca (22 bilhões) e Produção por Processos (16,7  bilhões). Quatro outras indústrias, Governo, Serviços Profissionais, Telecomunicações e Retalho – vão gerar receitas superiores a 10 bilhões em 2019.

As indústrias que vão experimentar o crescimento mais acentuado serão a das Utilities, matérias-primas, Saúde e Banca. Quase todas as indústrias analisadas vão crescer mais de 50%, sublinha a IDC.

“Não há dúvida de que a big data e analítica podem ter um impacto considerável em praticamente todas as indústrias”, salienta a diretora do programa de Customer Insights and Analysis Jessica Goepfert. “A sua promessa reflete a pressão para melhorar as margens e o desempenho, ao mesmo tempo melhorando a resposta e deliciando os clientes e os potenciais clientes”, refere. “As organizações que olham para a frente viram-se para esta tecnologia de forma a obterem melhores decisões, com base em dados.”

Os Estados Unidos serão o maior mercado mercado de big data e analítica, seguidos de perto pela Europa Ocidental.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor