Pesquisa revela que 94% dos usuários retornarão ao WhatsApp depois do bloqueio

GestãoLegalLegislaçãoMobilidadeOperadorasRedesRegulação
0 0 Sem Comentários

O MeSeems, plataforma de pesquisas online em tempo real, fez um levantamento com 500 usuários do WhatsApp, entre 16 e 60 anos, em todo o País, para saber a opinião sobre o bloqueio do WhatsApp no Brasil por 72 horas, decretado ontem (2/5) pelo juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE), medida que passou a valer a partir das 14h.

De acordo com o levantamento, em dezembro de 2015, 27% das pessoas declararam que estavam usando outro serviço alternativo de troca de mensagens instantâneas como Telegram, sendo que agora 43% declararam estar usando serviços alternativos ao WhatsApp.

No final do ano passado, apenas 48% das pessoas sabiam o motivo do bloqueio do aplicativo no País, agora, 70% das pessoas declararam de forma correta a razão.

A maior parte das pessoas (94%) afirmou que pretende voltar a utilizar o WhatsApp depois do bloqueio. E 81% acham ruim ou péssimo o bloqueio.

Durante a lei seca do WhatsApp, mais de 70% conheciam o aplicativo de mensagem instantânea Telegram, 22%  estão utilizando SMS, 50% optaram pelo Messenger e 43% delas escolheram outros serviços de mensagem como Telegram.

De acordo com a pesquisa, as pessoas que não concordam com o bloqueio argumentam que a decisão retira o direito de mais de 100 milhões de brasileiros de se comunicar.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor