WhatsApp: Mark Zuckerberg convoca brasileiros em defesa da comunicação livre no Brasil

GestãoLegalLegislaçãoOperadorasRedesRegulação
0 0 Sem Comentários

Depois de toda a questão envolvendo o bloqueio do WhatsApp no Brasil por decisão judicial nos últimos dois dias (2 e 3) e sua liberação ontem (3), o fundador e presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, pediu nesta terça-feira (4/5) que os brasileiros batalhem para o WhatsApp não voltar a ser suspenso no País.

Em uma mensagem em sua página na rede social que criou, Zuckerberg saudou a liberação do WhatsApp no Brasil, mas afirmou que “é muito assustadora em uma democracia” a ideia de que a população possa ter negado o direito à liberdade de comunicação.

“Os brasileiros estão entre os líderes na tarefa de conectar o mundo e criar uma Internet aberta há muitos anos. Eu espero que vocês expressem sua opinião e exijam mudanças”, escreveu Zuckerberg.

Ele lançou convocação para que as pessoas compareçam ao Congresso no fim da tarde de quarta-feira (4/5), quando a recém-formada Frente Parlamentar pela Internet Livre apresentará projetos de lei para evitar o bloqueio de serviços de Internet como o WhatsApp, que pertence ao Facebook.

Além disso, pediu assinaturas em petição online contra propostas debatidas na CPI dos Crimes Cibernéticos.

O bloqueio do WhatsApp foi determinado na segunda-feira a partir das 14h em todo o Brasil pelo juiz Marcel Maia Montalvão, titular da vara criminal da cidade sergipana de Lagarto, afetando cerca de 100 milhões de usuários. Pela decisão, o aplicativo deveria ficar suspenso por 72h, mas foi liberado ontem por decisão da Justiça de Sergipe, que revogou a ordem de suspensão.

*Com reportagem de Natalia Scalzaretto e Pedro Fonseca, da Reuters


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor