Ciab Febraban abre em clima de otimismo em relação à economia nacional

EmpresasFinançasNegócios

A 26ª edição do Ciab Febraban foi aberta hoje (21) em São Paulo em clima de otimismo em relação ao setor e à economia nacional, apesar do cenário turbulento. Gilberto Kassab, ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), destacou que o segmento bancário brasileiro é a principal referência para a inovação. “Os bancos têm espírito público, que sabe das suas responsabilidades para o desenvolvimento da estabilidade do País.”

Kassab disse estar impressionado com os avanços da computação cognitiva, que mostra o quanto o Brasil pode evoluir. “O segmento é parceiro do desenvolvimento nacional. Estou certo de que o País irá restabelecer os tradicionais patamares de crescimento.”

Murilo Portugal, presidente da Federação Nacional de Bancos (Febraban), reiterou a modernização do setor bancário na adoção de novas tecnologias e apetite para inovações, que muito têm contribuído para o País.

“A evolução tecnológica do setor bancário é resultado de investimentos que podem ser percebidos na palma da mão de milhões de pessoas”, diz Portugal, para quem os bancos são pioneiros na implementação de tecnologia de ponta e, portanto, são seguidos por outras indústrias.

Portugal destacou que a tecnologia foi essencial para o aumento da taxa de bancarização que hoje está perto de 90%, excelente resultado, mas que ainda tem de progredir, considerando que há países que já alcançaram 96%.

“Acreditamos na recuperação da economia nacional já com alguns sinais positivos no segundo semestre deste ano, com retomada do superávit, tendo as exportações como alavanca para minimizar o quadro econômico do País”, ressaltou.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor