Drone inteligente Yuneec com tecnologia Intel chega ao mercado

EmpresasInovaçãoNegócios

O drone inteligente Typhoon H da Yuneec International, com tecnologia Intel, está finalmente disponível para pré-reservas. O preço de retalho é de 1899 dólares, ou 1679 euros.

Depois, a Yuneec pretende iniciar as entregas do drone dentro de quatro semanas. A grande atração deste modelo do Typhoon H, que foi revelado no CES 2016, em Las Vegas, é a inclusão do sistema RealSense R200 da Intel. O drone, que tem também um processador Intel Atom de quatro núcleos e um controlador com modo de operação dupla,  foi demonstrado com grande destaque na conferência da fabricante de processadores no CES.

O que a tecnologia RealSense permite é que o Typhoon H voe de forma autónoma e inteligente, já que consegue desviar-se de objetos e evitar colisões. O sistema combina câmaras e sensores, que mapeiam e analisam o ambiente em 3D e reconhecem obstáculos, planeando rotas alternativas. É um avanço importante em relação à prevenção de colisões ultra-sónica da Yuneec, que não consegue desviar o drone para outro caminho, apesar de evitar que colida com obstáculos.

“A navegação inteligente e desvio de obstáculos em ambientes complexos, potenciadas pela tecnologia RealSense, expande as possibilidades criativas e melhora a segurança para os nossos clientes”, refere o CEO da Yuneec,  Yu Tian, em comunicado. “Agora, os utilizadores podem operar o Typhoon H com tecnologia RealSense numa variedade de ambientes que anteriormente requeriam  uma pilotagem altamente técnica.”

O drone é resultado de uma parceria entre a Intel e a Yuneec, que em agosto do ano passado anunciaram um investimento de 60 milhões de dólares para a colaboração em produtos.  Os clientes da empresa que já têm um drone Typhoon H poderão comprar, no futuro, um módulo da tecnologia RealSense. Para já, a pré-venda está disponível nalguns retalhistas e no site da Yuneec.

“Na Intel, estamos sempre à procura de abrir possibilidades criativas através da tecnologia”, refere Anil Nanduri, vice-presidente e diretor geral de sistemas de voo não tripulado da Intel, sublinhando que os pilotos podem agora preocupar-se menos com obstáculos e focarem-se mais no percurso e filmagem.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor