Estocolmo lidera ranking de cidades mais conectadas, diz estudo da Ericsson

EmpresasInovaçãoMobilidadeNegócios

A Ericsson divulga resultado do seu Índice de Sociedades Conectadas 2016, em que Estocolmo aparece como a cidade líder, seguida por Londres, Copenhague, Singapura e Paris. O índice mede o desempenho de 41 cidades de todo o mundo em razão do desenvolvimento urbano sustentável e maturidade de TIC1.

No estudo, Estocolmo é classificada como a número um na parte de desenvolvimento urbano sustentável do índice, seguida de perto por Copenhague, Helsinque e Paris. Londres ocupa o topo na vertente TIC do índice, substituindo Estocolmo, que agora ocupa o segundo lugar antes de Singapura, em terceiro lugar.

Cidades que visivelmente subiram no índice de 2016, em comparação com o índice de 2014, incluem Barcelona, Cidade do México e Buenos Aires. No entanto, Hong Kong, Moscou e Dubai caíram na classificação. Em geral, as cidades com baixa maturidade de TIC tendem a amadurecer mais rápido do que as cidades com maior maturidade TIC, o que indica a presença de um efeito de recuperação.

Carla Belitardo, vice-presidente de Estratégia e Sistentabilidade da Ericsson na América Latina e Caribe, diz que a UN-Habitat estima que 70% da população mundial residirá em áreas urbanas até 2050. Até hoje, muitas iniciativas de cidades inteligentes têm usado a TIC principalmente para otimizar sistemas e comportamentos existentes, por exemplo, o transporte inteligente, no qual o Brasil já é destaque com uma iniciativa em Goiânia.

No Brasil, São Paulo manteve a posição de cidade mais conectada desde o último relatório, divulgado em 2014. Já Buenos Aires e Cidade do México melhoraram sua posição, mostrando um importante avanço na aplicação das TIC em prol da sociedade conectada que se beneficia de suas iniciativas.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor