Uber lança piloto de serviço por helicóptero em SP

EmpresasMobilidadeNegócios

A empresa norte-americana de serviços de transporte urbano por aplicativo (app) Uber anuncia o lançamento de um projeto piloto envolvendo helicópteros, que conectam alguns dos principais aeroportos da região metropolitana de São Paulo a centros financeiros da cidade.

De acordo com a Reuters, a empresa está de olho em uma frota de 420 helicópteros registrados em São Paulo e em um conjunto de 400 helipontos como forma de oferecer um serviço muitas vezes considerado acessível apenas para empresários e usuários de alto poder aquisitivo.

Segundo a Uber, que cita dados do grupo europeu de aeronaves Airbus, os helicópteros de São Paulo têm uma média de utilização de 400 horas por ano, quando poderiam circular por 2 mil horas anuais.

O lançamento da empresa ocorre em um momento de acirramento da competição em terra entre os aplicativos de transporte urbano em uma das cidades mais congestionadas do mundo.

A espanhola Cabify, que estreou serviço legalizado com carros na capital paulista ontem (13), também tem planos de lançar um serviço com helicópteros em São Paulo. Segundo o chefe das operações da Cabify no Brasil, Daniel Velazco Bedoya, a empresa já está negociando com três operadoras de transporte por helicóptero e deve lançar o produto até o final do ano na cidade. A empresa já opera o serviço na Cidade do México.

A Uber afirma que é a primeira vez que lança no mundo um serviço com helicópteros sob demanda. A empresa já prestou o serviço nos Estados Unidos, mas de forma ocasional, aproveitando realizações de grandes festivais de música, por exemplo.

Por ter caráter de teste da demanda, a Uber vai disponilizar, a contar de ontem (13) o serviço de helicópteros por um mês. Durante o período, será possível agendar uma viagem de helicóptero entre cinco helipontos da capital paulista e também os aeroportos de Congonhas, Guarulhos, Campo de Marte e Viracopos (Campinas).

A viagem entre o centro financeiro da avenida Faria Lima para o aeroporto de Guarulhos, por exemplo, dura cerca de 12 minutos, informou a empresa, e custa R$ 271 por passageiro sob preços que vão até quinta-feira. Os helicópteros são operados pelas empresas AirJet, Helimarte e UniAir.

*Com reportagem de Alberto Alerigi Jr., da Reuters


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor