Visa inaugura Centro de Inovação em Miami

EmpresasFinançasInovaçãoNegócios
0 0 Sem Comentários

A Visa acaba de inaugurar um Centro de Inovação em Miami (EUA). Ele é o mais recente dos centros de inovação que a companhia está lançando globalmente. A nova unidade de cerca de 250m2 em Miami atenderá aos emissores de cartão, comércios, parceiros e desenvolvedores da América Latina e Caribe e será usada para a criação conjunta da próxima geração de soluções de pagamento.

De acordo com a empresa, o Centro de Inovação de Miami será um local de trabalho prático e dinâmico, ocupado por tecnólogos e líderes de negócios da Visa, que criam e desenvolvem soluções relevantes para o mercado.

Os parceiros terão acesso a APIs (interfaces de programação de aplicativos) e SDKs (kits de desenvolvimento de software) da Visa por meio do Visa Developer Platform. A ideia de ter um centro em Miami vem do sucesso do Centro de Inovação principal da Visa One Market Center, inaugurado em julho de 2014 e localizado na sede da empresa em São Francisco, nos EUA. Além deste, a Visa tem Centros de Inovação operando em Londres, Cingapura e Dubai, e planeja abrir mais centros em breve.

“A inauguração de um Centro de Inovação com foco na próxima geração de soluções de pagamento na América Latina é essencial em nossa estratégia digital”, afirma Eduardo Coello, executivo responsável pela Visa da América Latina e Caribe (LAC).  Ele acrescenta que essa unidade permitirá acessar o cenário promissor das startups tecnológicas do sul da Flórida para a cocriação com parceiros, beneficiando consumidores de toda a região da América Latina.

“Inovar com sucesso exige o desenvolvimento em conjunto para criar, construir e testar novos produtos em poucas semanas, e não em meses ou trimestres”, diz Jim McCarthy, diretor-executivo de Inovação e Parcerias Estratégicas da Visa.

Segundo o executivo, o Centro de Inovação da Visa em Miami, é a quarta unidade de codesenvolvimento regional da companhia. “Assim como as outras, disponibilizará a nossa plataforma aberta, além das ferramentas e serviços para construir o futuro do comércio”, completa.

 


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor