Quantcast
Apple abre centro de investigação em imagem em Grenoble

Apple abre centro de investigação em imagem em Grenoble

InovaçãoInvestigaçãoMobilidadeSmartphones

A Apple planeia abrir um centro de investigação e desenvolvimento em imagem em Grenoble, França, de acordo com o site francês iPhonefr que apanhou uma notícia no jornal local Dauphiné Libéré.

O foco deste laboratório de pesquisa da Apple será melhorar os sensores e técnicas de imagem para os aparelhos iOS, iPhone e iPad.

Dauphiné Libéré diz que o centro vai reunir uma equipa de vinte investigadores e engenheiros, que até aqui estavam a trabalhar noutros locais (como o centro de Minatec), e poderão chegar às trinta pessoas. O laboratório vai ocupar 800 metros quadrados no edifício “Cémoi”, que tem espaço para uma equipa maior, sendo que a Apple já assinou o contrato de arrendamento com a cidade de Grenoble.

O trabalho será feito em parceria com engenheiros da STMicroelectronics, uma fabricante franco-italiana que já tinha fornecido componentes para alguns modelos do iPhone (mas perdeu a corrida aos acelerómetros para a Bosch).

A empresa prepara-se para lançar o seu próximo iPhone, o 7, em setembro. Os rumores apontam para que as melhorias na captação de imagem do smartphone sejam as mais importantes de sempre: o 7 deverá ter uma câmara com maior sensor e o 7 Plus virá com uma câmara dupla.  O iPhone é, provavelmente, a mais popular câmara point-and-shoot do mundo – e até tem prémios para fotografias tiradas com o modelo, iPhone Photography Awards.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor