Atos aprimora Prevenção de Perda de Dados com Digital Guardian

GestãoSegurança

A Atos, empresa global de serviços digitais, anuncia a ampliação do seu serviço DLP com a tecnologia Code Green Network, adquirida recentemente da Digital Guardian, para incluir terminais, servidores e, agora, redes, ajudando clientes a limitarem o risco de perda de dados.

O serviço usa uma única solução de segurança para proteger informações sensíveis de clientes corporativos contra atividades internas não autorizadas e ameaças externas, como o malware avançado. Essa funcionalidade consolida dois importantes serviços de segurança em um produto unificado.

O DLP pode ser implementado como serviço inteiramente gerenciado na nuvem ou local, como parte de um programa de integração de sistemas, com opções de fácil implementação e oferecendo um rápido retorno sobre o investimento.

De acordo com a empresa, a solução foi implementada com sucesso por mais de 30 mil usuários em várias indústrias estratégicas, entre elas os setores Industrial e de Serviços Financeiros. Além disso, diversos outros segmentos, como Saúde, Defesa, Governo, Mídia e Bancos estão demonstrando interesse na solução.

Além do crescente número de violações de dados sofridas pelas companhias, há novas normas movendo a demanda pelo Serviço para Prevenção de Perda de Dados.

“Exigências regulatórias com foco em requerimentos maiores de proteção de dados e mais transparência e comunicação acerca da divulgação de violações estão conduzindo as companhias a olhar mais de perto seus programas existentes de Prevenção a Perda de Dados”, diz Chris Moret, vice-presidente de Cybersecurity da Atos.

Segundo ele, as ofertas do Serviço para Prevenção de Perda de Dados da Atos atendem às necessidades regulatórias de compliance de clientes, enquanto garantem a segurança de suas informações mais sensíveis, independentemente de onde os dados estiverem. “Com o nosso serviço baseado na nuvem, as corporações podem esperar o mais alto nível de proteção de dados com rápido retorno de investimento”, garante o executivo.


Clique para ler a bio do autor  Clique para fechar a bio do autor